Notícias

Karina Bacchi rebate críticas: “Sempre houve perseguição à fé cristã”

Foto: Instagram
karina 1

Karina Bacchi anunciou recentemente que vai lançar sua primeira música gospel, “Luz de Jesus”, no dia 23 de junho. A faixa é uma canção inédita composta pela artista em parceria com Marcelo Cacilias.

Em bate-papo com Splash, Karina explica que o meio musical vai ser mais uma forma de concretizar o seu chamado, além de expressar seu “amor e gratidão a Jesus”.

“Meu chamado não é para ‘virar cantora’ e, sim, para viver com Ele na intimidade diária, crescer em sabedoria constante e expressar o que Jesus significa para mim, de diferentes formas e inspirando outras vidas”, diz.

Antes de lançar música, a atriz já tem o hábito de compartilhar diariamente informações sobre a Bíblia e mensagens religiosas nas redes sociais. Por isso, recebeu críticas de seguidores que a acusam de fanatismo.

Todos nós estamos sujeitos a críticas e o que faz não sermos abalados por elas são nossas convicções. Sempre houve perseguição à fé cristã. Hoje, também, os cristãos vivem na contramão da cultura prevalecente que tenta descredibilizar valores morais e banir princípios importantes.

“Eu não sou mais moldada pelos costumes do mundo atual, minha base hoje está na palavra de Deus. O evangelho é minha bússola. Nele encontro direção para tudo o que preciso. Nenhuma crítica abala quem está plantado e enraizado firmemente em solo fértil”, completa.

Em maio deste ano, Karina se separou do ex-jogador de futebol Amaury Nunes, com quem tem um filho, o Enrico, de 4 anos. Na ocasião, o jornalista Leo Dias noticiou que o “fanatismo religioso” da atriz teria sido o motivo do fim do casamento.

“Sei quem tentou me difamar com a notícia de fanatismo. Infelizmente, veio de pessoa próxima com intuito perverso de encobrir a própria traição. Já o perdoei e desejo do fundo do coração que tenha um encontro real com Jesus e entenda que o temor ao Senhor é o princípio de toda sabedoria”, afirma.

Carreira gospel

Apesar de lançar “Luz de Jesus” ainda neste mês, Karina afirma que não está se lançando no mercado da música gospel e que a canção é uma grata surpresa para ela. A música nasceu de uma “inspiração entregue pelo Senhor” e serve como “um convite para que todos conheçam a Cristo, experimentem como é caminhar com Ele e sejam alcançados por sua Graça”.

Ela havia pedido uma música inédita ao compositor Marcelo Cacilias, que a enviou um esboço que ficou guardado por meses, até que ela conseguiu terminar de compor.

“Depois desse tempo, Deus me presenteou com uma inspiração pessoal de letra e melodia e eu comecei a cantarolar sozinha em casa inexplicavelmente. E, assim, nessa noite que recebi essa canção literalmente do céu, gravei em meu celular e enviei para o Marcelo ouvir e dar seu feedback profissional. Então, juntamos nossas ideias e trouxemos à vida o que Jesus soprou em nossos ouvidos”, conta.

“Nada que tem acontecido desde minha conversão, estava em meus planos, aliás, nem a minha conversão. Mas tudo estava nos planos de Deus, e tenho escolhido viver os Seus sonhos. Deus tem direcionado cada passo. Agradá-lo e segui-lo é o que importa para mim”, completa.

Escolhas do passado

Em entrevista a Splash, Karina também falou sobre escolhas do passado que não voltaria a fazer, como posar nua.

Antes, posar nua era um ato de ousadia. Hoje, na cultura do liberalismo, onde a exposição do corpo está mais que exacerbada, ser ousada e corajosa é escolher viver para a glória de Cristo acima de qualquer honra pessoal. Eu o escolhi. E não volto atrás.

“Por meio do arrependimento sincero compreendemos nossas falhas, nos perdoamos e não deixamos mais que acontecimentos passados possam nos culpar. Quando confessamos e nos deixamos ser transformados, somos amparadas e transformadas na companhia do Espírito Santo. Não há paz igual”, prossegue.

Karina também não deseja voltar a TV. Pelo menos, não é o que está em seus planos atuais

“Mas como disse: meus planos estão sendo constantemente a disposição de Deus. Então quem sabe? Oro diariamente — não 12 horas como divulgaram — e vivo em conexão 24 horas para que Ele me direcione e me auxilie a viver em Seus caminhos, em retidão, cumprindo meu propósito e o que Ele desenhou pra minha vida”, explica.

“A vida é muito mais leve a aqueles que têm Jesus como seu salvador. Estou disposta a viver e a defender a vontade de Deus, mesmo que isso custe a estranheza de muitos”, finaliza.

Screenshot 63

Direitos Autorais: Reprodução/Instagram

0 %