Notícias

Mãe salva filha e neto de 3 anos de tortura: “Queimaram as genitais”

Foto: Divulgação
capa Mae salva filha e neto de 3 anos de tortura

Um mulher viajou cerca de 200 Km na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro, para salvar a filha e o neto de 3 anos da tortura cometida pelo genro, após receber mensagem com a localização de onde eles estavam.

Erivaldo Ferreira de Oliveira foi preso em flagrante na noite dessa sexta-feira (6/5), por manter a companheira e o enteado enclausurados em casa sob fortes agressões. O neto teve as genitais queimadas com isqueiro, segundo a avó.

A mulher saiu de Cabo Frio e foi até São Francisco de Itabapoana, no norte do estado do Rio, para saber o que estava acontecendo. O genro proibia a mulher de falar com a família e ela só conseguiu enviar a mensagem para a mãe, após um momento de distração dele.

Assim que encontrou a filha e o neto, a mãe os levou para Cabo Frio e pôde constatar a gravidade das agressões. A criança estava com machucados na cabeça, na boca, no rosto, olhos, costas e, ainda, foi queimado em algumas partes do corpo.

As duas vítimas foram levadas até uma Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) da cidade, onde policiais e Conselho Tutelar foram acionados. Erivaldo foi encontrado pela polícia em São Pedro da Aldeia, enquanto tentava fugir.

Agressões e ameaça

O suspeito estava junto da mulher havia apenas três meses e as agressões teriam aumentado durante o mês de abril, depois que eles se mudaram para o norte do Rio. Distante da família dela, ele a proibiu de usar celular e os familiares não tinham sequer o endereço do casal.

Ele a ameaçava de morte, caso ela revelasse para alguém que estava sendo torturada. A criança precisou ficar internada por causa dos ferimentos e a mulher estava com lesões no joelho.

O caso foi registrado na delegacia de Cabo Frio e Erivaldo foi transferido para o presídio de Benfica, no Rio.

0 %