Notícias

Maria Lina homenageia filho com Whindersson, que faria 1 ano de vida: “Expectativas que se foram”

Foto: Reprodução
capa maria lina

Maria Lina, ex-noiva de Whindersson Nunes, usou suas redes sociais, neste domingo (29), para falar sobre o dia em que o filho, fruto de sua relação com o humorista, completaria um ano de vida.

O menino morreu no dia 31 de maio do ano passado após um parto prematuro com 22ª semanas de gestação.

Sempre que olho pro céu, lembro dele. As pessoas costumam me dizer: ‘como você sente tanta saudade de alguém que você nem conviveu?’ E a resposta é simples.

Quando você tem um filho e ele parte, o que se vai com ele não são as experiências, os dias vividos, a rotina. Se vai junto com ele, todas as expectativas criadas.

Será que o João ia gostar de jogar bola? Será que ele ia ser artista? Será que ele ia ser engenheiro? Ou será que ele ia gostar de cuidar de pessoas? Conhecer o João foram as 30 horas mais especiais e intensas da minha vida“, começou ela.

A influenciadora, que decidiu passar essa data sozinha, falou sobre as diferentes formas que cada pai tem de superar a perda de um filho.

Eu tinha expectativas, sonhos, planos, projetos. E todos eles se foram junto com meu neném, pro colo de Deus. As pessoas também costumam dar uma ‘data prevista’ p/ você parar de falar do seu filho, como se fosse errado você expor sua saudade, sua tristeza. Elas dizem que você deve ‘seguir’, ‘superar’, ‘virar a página’. Por um momento sequer, se coloque no lugar de nós, pais de anjos“, escreveu.

As únicas pessoas que tem direito de falar sobre nossos filhos somos nós mesmos. Nos deixem falar. Tem pais que superam em meses, tem pais que superam em anos. Tem pais que gostam de falar sobre os filhos que já partiram, pois isso de certa forma ‘acalma o coração’, tem pais que não gostam de tocar no assunto. Tem pais que doam as coisas dos filhos logo após perdê-los, tem pais que demoram anos p/ se desfazer das coisinhas dos seus pequenos. Tem pais que choram todos os dias, tem pais que preferem guardar as lágrimas.”

E continuou: “Cada mãe e cada pai sabe a dor e a saudade que leva no coração. Cada mãe e cada pai sabe a dor que carrega dentro de si. Se você for próximo de algum casal que perdeu um filho, tente tornar esse caminho mais leve. Converse, enxugue as lágrimas se necessário, abrace, e acima de tudo, escute. Às vezes tudo que precisamos é de um bom ouvinte p/ aliviar a alma. E daqui de cima, filho, eu te sinto mais próximo de mim. Longe dos meus olhos, mas pertinho do meu coração. Feliz um ano, filho“.

Veja a publicação:

0 %