Notícias

Motorista de DJ Ivis ‘travou’ ao ver agressões e chegou a chamar a polícia

Direitos autorais: Reprodução instagram
412524

Saiba mais sobre o caso.

A violência contra a mulher é crime previsto em lei, e sempre que uma notícia como essa vem a tona, gera grande mobilização na sociedade em favor de vítima.

Nos últimos dias, o caso de agressão do artista DJ Ivis em sua mulher Pamella Holanda tem repercutido grandemente nas redes sociais, dando origem a protestos que exigem a maior proteção das mulheres, bem como a punição devida dos agressores.

Diversos famosos e anônimos têm compartilhado seu repúdio, bem como experiências passadas em que também foram vítimas desse tipo de agressão.

Algumas pessoas, envolvidas direta ou indiretamente no episódio do DJ Ivis e Pamella também estão se pronunciando sobre o caso. O motorista de DJ Ivis, Charles Barbosa de Oliveira, deu algumas declarações a UOL, em uma entrevista na Delegacia Metropolitana da Polícia Civil de Eusébio, no Ceará. As informações foram compartilhadas pelo portal de notícias no último dia 14 de julho.

Charles contou que prelecionou o cantor agredindo a mulher, e afirmou que “travou” quando viu a cena, incapaz de acreditar no que estava acontecendo.

“Só na hora que as coisas acontecem sabemos o que se passa. Não sabia o que fazer. Em algumas confusões eu chamei a polícia. Nunca resolveram nada. Ele (DJ Ivis) mandava voltar e os policiais diziam que era uma briga de casal”, relatou o motorista.

O homem, que também é amigo do artista, disse que não pretende justificar as ações do artista e comentou que está sendo criticado por nunca ter feito nada para colocar um fim às agressões que presenciou.

“Foi uma novidade para mim. Nunca participei de uma briga entre marido e mulher. Fiquei abismado com a situação. Em uma das brigas estava dormindo e acordei assustado. Não fazia ideia do que estava acontecendo”, relatou Charles.

O motorista ainda contou que algumas discussões entre DJ Ivis e Pamella eram motivadas por ciúmes e que o músico já estava esperando a prisão, após ficar sabendo de toda a repercussão do caso.

DJ Ivis foi detido em um condomínio de luxo de Aquiraz e levado para a prisão na Delegacia Metropolitana da Polícia Civil de Eusébio. A medida é preventiva e a captura do músico ocorreu por um mandado de prisão preventiva apresentado pela Polícia Civil.

Tarcio Facó, delegado titular, explicou que a prisão foi decretada para garantir a ordem e a lei, já que o DJ Ivis tem “histórico agressivo”. Quem divulgou a informação da prisão do músico foi o governador Camilo Santana (PT) no Twitter.

0 %