Notícias

Polícia prende mãe de criança de 3 anos encontrada sem vida em apartamento em SP

O menino Gael de Freitas foi encontrado pela tia-avó desacordado. Foi levado ao hospital, mas morreu a caminho



A Polícia Civil de São Paulo prendeu a mãe de Gael, de três anos, que foi encontrado desacordado, com ferimentos no apartamento em que morava com ela, no centro da cidade. De acordo com informações do G1, a Polícia informou que a mãe teve um surto psicótico e foi presa

Gael de Freitas Nunes estava com a mãe na cozinha quando a tia-avó chegou e o encontrou desacordado. Ele chegou a ser levado para um hospital pelo Samu, mas não resistiu. De acordo com a polícia, mãe teve um surto. A mulher de 37 anos foi detida durante a madrugada e seu depoimento não foi divulgado.

Ela é suspeita de ter cometido várias agressões contra o menino que o levaram à óbito. Mesmo chegando com vida à Santa Casa de São Paulo, não resistiu aos ferimentos. Quando foi encontrado pela tia-avó, Gael estava desacordado, em parada cardiorrespiratória quando a equipe do Samu chegou. Tentaram reanimá-lo, porém, no local informaram a morte do menino.


O Samu acionou a Polícia Militar, informando que a mãe não estava agindo de maneira normal e parecia estar em surto psicótico. Ela foi encaminhada até a um hospital para ser medicada. No boletim de ocorrência, a tia-avó informou que deu mamadeira para o menino por volta das 7 horas da manhã e ficou assistindo televisão. Depois de uns minutos, Gael foi até a cozinha e começou a chorar, mas imaginou que ele estava pedindo colo para a mãe.

Após uns cinco minutos, a tia disse que começou a ouvir barulhos fortes de batidas na parede e imaginou que fossem do apartamento ao lado. Mais 10 minutos se passaram e ela ouviu barulho de vidro quebrando e quando chegou na cozinha, viu que a criança estava deitada no chão, tinha vomitado e estava coberta por uma toalha de mesa.

Perguntou para a mãe o que tinha acontecido, mas ela não respondeu. Então a tia-avó pediu ajuda a irmã de Gael, que ligou para o Samu. Depois que os socorristas chegaram, a criança foi levada para o hospital, em parada cardiorrespiratória.

Segundo o depoimento da tia, a mãe já tinha sido internada algumas vezes, mas não soube relatar o porquê das internações e se foram por motivos psiquiátricos. O tio do menino também está tentando entender o que aconteceu no apartamento, acreditando que possa ter sido um descontrole emocional, mas que deixaria esse diagnóstico para os médicos, para apurarem qual seria a verdade.


Enquanto o Samu tentava reanimar o garoto, a mãe não respondia as perguntas do médico, ficou o tempo inteiro na cozinha, e por diversas vezes a equipe tentou coletar informações, mas ela não respondia. Imaginaram que devido ao ocorrido, estava em choque. As investigações estão em andamento.

Mulher deixa bebê pendurado de costas em cadeira de bar, enquanto conversa com homem

Artigo Anterior

Mãe de bebê ferido em ataque a creche relata emoção com alta da criança: “Nasceu de novo”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.