publicidade

Professora de 30 anos é uma das vítimas do atentado à creche, em Santa Catarina

Keli Adriane Aniecevski trabalhava na unidade havia mais de 10 anos. Ela, uma agente escolar e três crianças foram mortas em atentado cometido por um jovem de 18 anos nesta terça-feira (4).



A professora Keli Adriane Aniecevski, 30 anos, é uma das vítimas mortas no ataque à escola infantil Pró-Infância Aquarela, em Saudades, no Oeste de Santa Catarina, nesta terça-feira (4). Além da educadora, uma agente escolar e três crianças de até dois anos morreram.

A informação foi confirmada por familiares de Kelly e pela secretária de educação do município, Gisela Hermann. A prima da educadora, Silvane Elfel, contou que ela trabalhava na unidade havia cerca de 10 anos.

“Ela era uma pessoa alegre, sempre disposta, simpática, carismática sempre, ajudando o próximo quando ela podia. Então, assim, é uma tristeza que eu não sei explicar, eu não tenho explicação para isso”, disse a prima da professora.

O autor do atentado, de 18 anos, desferiu golpes também contra si próprio e foi encaminhado em estado gravíssimo a um hospital em Pinhalzinho, cidade vizinha a Saudades. As idades das vítimas não foram informadas. O Corpo de Bombeiros está no local e isolou a área.

A creche atende crianças de 6 meses a 2 anos de idade, conforme a secretária.


O município tem 9,8 mil habitantes e fica a cerca de 70 quilômetros de Chapecó, a maior cidade do Oeste catarinense, e a 600 quilômetros de Florianópolis.

 


Baixe o aplicativo do site O Amor e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.