Notícias

Velório de MC Kevin registra fila na quadra da escola de samba Vila Maria, em São Paulo

O corpo do cantor MC Kevin deixou a quadra da escola de samba Unidos da Vila Maria, na Zona Norte de São Paulo, e chegou ao Cemitério Parque dos Pinheiros, no Tremembé, onde será sepultado às 11h30.



O cortejo com o corpo do artista foi acompanhado por vários fãs de moto, que seguiram até a porta do cemitério. A família permitiu que um grupo de fãs acompanhasse a cerimônia de despedida do cantor dentro do cemitério da Zona Norte.

O funkeiro foi velado durante o início da manhã na comunidade do Parque Novo Mundo, em uma cerimônia que foi aberta ao público das 4h as 8h da manhã.

Houve muita fila e aglomeração de fãs na frente da quadra da escola para a despedida do cantor.


Após as 8h, o velório foi fechado para familiares e amigos próximos do artista.

A esposa do funkeiro, a advogada Deolane Bezerra, foi uma das primeiras familiares a chegar no local e foi amparada por amigos da comunidade. A mãe do cantor, Valquíria Nascimento, também esteve ao lado do caixão o tempo todo durante a cerimônia de despedida e chorou muito ao lado de outros familiares.

Direitos autorais: Reprodução/Redes Sociais

Famosos como o apresentador Yudi Tamashiro, o cantor MC Livinho e os também MC’s Brinquedo e Migué também participaram do velório no Parque Novo Mundo.


A chegada do corpo do cantor na escola foi saudada por fogos de artifício na comunidade de Vila Maria.

A escola da Vila Maria foi escolhida como local do velório porque o cantor tinha ligação estreita com a agremiação. Desde o 12 anos ele frequentava a escola e participava dos programas sociais da entidade.

O corpo deixou a quadra da Vila Maria por volta das 9h20 desta terça (18). O Cemitério Parque dos Pinheiros fica às margens da rodovia Fernão Dias, no limite do município de São Paulo com a cidade de Guarulhos.

O corpo de MC Kevin chegou ao local por volta de 3h20. Antes, uma multidão já se aglomerava na frente da casa onde ele cresceu, na Vila Medeiros, também na Zona Norte.


Por volta de 8h30 um carro funerário chegou a quadra da escola para levar o corpo do funkeiro ao cemitério onde ele será sepultado.

Direitos autorais: Reprodução/Redes Sociais

Vila Medeiros

Antes do velório, uma multidão se aglomerou na porta da casa onde o funkeiro nasceu, na Vila Medeiros, também na Zona Norte, para fazer homenagens ao artista.


Eles cantaram várias canções de MC Kevin e também soltaram fogos para homenagear o cantor, que sempre valorizou as origens na periferia e falava sobre a superação em suas canções.

A homenagem aconteceu na rua Astrapeia e foi acompanhada por outros funkeiros famosos, como MC Brinquedo e MC Guimé na noite desta segunda (17).

Morte e investigação

MC Kevin morreu na noite de domingo (16) depois de cair do 5º andar da varanda de um hotel na orla da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio.


De acordo com dados preliminares, passados pela Polícia Militar do Rio, o funkeiro teria tentado pular da varanda do quarto para a piscina e teria batido com a cabeça na borda dessa piscina. Outra hipótese é que ele tenha caído tentando passar da varanda de um quarto para a de outro.

A Polícia do Rio também pediu exame toxicológico no corpo de MC Kevin. A análise vai mostrar se o funkeiro consumiu drogas ou não na noite do acidente.

Inicialmente, o Corpo de Bombeiros informou que MC Kevin tinha caído do 11º andar. Depois, a informação foi corrigida. Segundo a Polícia Militar, o artista estava hospedado no 13º andar, mas a queda ocorreu do 5º.

A esposa de MC Kevin, a advogada Deolane Bezerra, amigos e a equipe de produção que trabalhava com o funkeiro prestaram depoimento na madrugada desta segunda-feira (17) na 16ª DP (Barra da Tijuca), que investiga o caso. Alguns já tinham sido ouvidos no hotel.


MC Kevin morava em Mogi das Cruzes (SP), mas estava no Rio para um show, que aconteceu em uma boate em Vila Valqueire, na Zona Oeste, no sábado (15). O evento era clandestino. A Secretaria Municipal de Ordem Pública informou que já identificou os responsáveis e que as medidas cabíveis serão tomadas.

O cantor foi uma voz que representou a superação para milhões de fãs do funk de São Paulo, com sucessos recentes que transitaram entre a ostentação, as conquistas amorosas e as mensagens de apoio à nova geração “consciente” no estilo.

Seja exaltando conquistas amorosas ou vitórias na dura vida da periferia de SP, o que sobressaiu foi a personalidade marcante de Kevin Nascimento Bueno. Ele ajudou a popularizar o bordão “esquece”, adotado por uma geração de fãs e outros artistas.

Entre os sucessos que não serão esquecidos estão os versos sensuais de “Veracruz” e “Cavalinho” (com MC Don Juan) e os aspiracionais de “Cavalo de Tróia” e “Pra inveja é tchau”. Ele era “O menino que encantou a quebrada” (outro grande hit de Kevin), com canto de funk mais melódico e pose malandra.


 

Viúva de MC Kevin se declara: ‘Não é justo você partir assim’

Artigo Anterior

Marido e mulher morrem de Covid-19 no mesmo dia

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.