Notícias

Velório de MC Kevin realizado na quadra da quadra da escola de samba Vila Maria registra fila

Direitos autorais: Reprodução/Redes Sociais
Sem Titulo 1 22

O cantor foi velado das 4h às 8h em cerimônia aberta ao público, e será enterrado no Cemitério Parque dos Pinheiros, no Tremembé, na Zona Norte de São Paulo, às 11h30.

O corpo do cantor MC Kevin saiu da quadra da escola de samba Unidos da Vila Maria, que fica na Zona Norte de São Paulo, e chegou ao Cemitério Parque dos Pinheiros, no Tremembé, onde será sepultado hoje às 11h30. No cortejo com o artista, muitos fãs de moto acompanharam o carro fúnebre, que seguiu até a porta do cemitério.

De acordo com informações do G1, a família permitiu que um grupo de fãs acompanhasse a cerimônia de despedida do cantor dentro do cemitério na Zona Norte. O sepultamento foi acompanhado por familiares e fãs do artista, que cantaram hinos, louvores e músicas compostas por ele durante a despedida. Vários artistas e personalidades influentes também prestaram homenagem nas redes sociais e enviando coroas de flores, como o jogador Neymar, do PSG, que foram colocadas nos pés da sepultura.

Durante a cerimônia, a mãe do cantor não conseguiu ficar até o fim. De acordo com reportagem do G1, ela passou mal e saiu acompanhada dos familiares antes que a despedida acabasse. Houve muita fila e aglomeração de fãs na frente da quadra da escola de samba Unidos da Vila Maria que queriam de alguma forma prestar suas condolências à família e ver o cortejo.

Kevin morreu na noite de domingo, dia 16, depois de uma queda do 5º andar da sacada de um hotel que fica na orla da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. De acordo com informações preliminares da Polícia Militar do Rio de Janeiro, o funkeiro pode ter tentado pular da varanda do quarto onde estava tentando chegar até outro.

Além disso, as autoridades pediram exames toxicológicos no corpo do artista, mas apenas com o resultado da análise ficará claro se ele usou ou não drogas durante aquela noite. Inicialmente, o Corpo de Bombeiros tinha informado que o MC tinha caído do 11º andar, mas a informação foi corrigida logo em seguida. De acordo com a PM do Rio de Janeiro, o artista estava hospedado no 13º andar, mas a queda ocorreu do 5º.

As informações iniciais são de que a viúva do artista, a advogada Deolane Bezerra, os amigos e a equipe de produção do cantor que o acompanhavam naquela noite já prestaram depoimento na madrugada desta segunda-feira, dia 17, na 16ª Delegacia de Polícia, que fica na Barra da Tijuca, que está à frente das investigações do caso. Alguns ainda foram ouvidos no próprio hotel, quando as autoridades iniciavam a investigação.

O artista morava em Mogi das Cruzes, São Paulo, mas estava na capital carioca para um show, que aconteceu em uma boate na Vila Valqueire, Zona Oeste da cidade, no sábado, dia 15.O evento foi considerado clandestino, mas a Secretaria Municipal de Ordem Pública informou que já identificou os responsáveis e que está tomando todas as medidas cabíveis.

Entre os sucessos que não serão esquecidos estão os versos sensuais de “Veracruz” e “Cavalinho”, com MC Don Juan e os aspiracionais de “Cavalo de Tróia” e “Pra inveja é tchau”. Ele era “O menino que encantou a quebrada”, outro grande sucesso do artista.

0 %