5 maneiras de curar-se de traumas pessoais

3min. de leitura

Cada um de nós vai experimentar um trauma pessoal na vida. A perda de um ente querido, uma grande mudança, e até mesmo um divórcio qualificam um trauma pessoal. Esses traumas podem ser difíceis de superar. O que podemos fazer para ajudar-nos nessa recuperação?



1. Permita-se sentir a dor

Não tente afastar os sentimentos de dor através do álcool e comportamentos de dependência. Não se esconda desses sentimentos. Em vez disso, sinta-os. Claro, você vai se sentir fraco por um tempo, mas, a fim de curar-se totalmente, tem que deixar-se experimentar sentimentos de dor.


2. Leve o tempo que precisar

Depois de ter experimentado um terrível caos, não há necessidade de pular de volta para a vida. Se você terminou um relacionamento, não encontre um novo parceiro imediatamente. Se você perdeu um ente querido, não há necessidade de fugir disso. Leve o tempo que precisar para se recuperar.


3. Adicione a alegria à sua vida

Você não precisa forçar a felicidade a si mesmo, mas traga-a de volta pouco a pouco. Comece a fazer as coisas que você ama novamente. Mas pouco a pouco. Não há necessidade de correr de volta para velhas rotinas. Faça isso a seu tempo.



4. Perdoe

Se há alguém a perdoar, comece a trabalhar o perdão. Lembre-se que guardar ódio e o rancor é como beber um veneno e esperar que a outra pessoa sofra as consequências. No final, isso irá te privar da recuperação completa.


5. Quando estiver pronto, conte a sua história

Quando você está no processo de recuperação, contar a sua história pode ser muito doloroso. Em vez disso, espere até que esteja totalmente pronto, em seguida, escreva tudo. Escreva como você se sentiu. O que aconteceu depois. Escreva o que isso significa para você hoje. Conte a sua história, mesmo que ninguém nunca a leia.

 


___

Traduzido pela equipe de O Segredo

Fonte: Higher Perspectives

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.