publicidade

Cuide da sua casa

Tem coisas que a gente sabe, mas não usa. Tem coisas que a gente usa, mas não sabe de onde vem. Sabedoria popular; receitas caseiras; dicas da tia, da avó, da mãe; plantas e ervas que alimentam e curam e mais um tanto de coisas que só fazem bem são exemplos simples e eficazes de cuidados que merecemos e devemos ter com o nosso espaço físico e que refletem harmonia na vida diária.



n-FENG-SHUI-large570

 

E o planeta implora por esse resgate de cuidar para viver melhor, de cuidar para preservar a natureza, de cuidar para ensinar as próximas gerações. A cultura do cuidado é uma semente semeada e que precisa ser espalhada e cultivada por meio de receitas de bem-viver, faxinas purificantes, bênçãos com ervas e flores, Cromoterapia, Aromaterapia, Feng Shui, jardinagem, entre outros.

Confira a seguir algumas receitas e cuidados para purificar e harmonizar a casa:

  • Limpeza não poluente: prepare um chá forte de folhas de eucalipto perfumado (recomenda-se o eucalipto argentino) para usar como desinfetante. Para meio litro de água, colocar um punhado de folhas de eucalipto (uma mão cheia) e deixe ferver por um minuto, depois deixe abafado por 15 minutos e deixe esfriar para usar na casa como desinfetante em vasos sanitários e ralos. A casa fica num perfume só. Outra possibilidade é fazer uma mistura de água com vinagre branco (a gosto) para limpar geladeira, cerâmica, vidro de janela, vaso sanitário e lavatório. A mistura ainda amacia e mantém a cor da roupa (é só deixar de molho por algumas horas). O banheiro pode ser escovado com bicarbonato de sódio.
  • Destralhamento: já ouviu falar em toxinas da casa? Pois são objetos e roupas que você não gosta ou não usa, coisas feias ou quebradas, velhas cartas, plantas mortas ou doentes, recibos, jornais e revistas antigos, remédios vencidos, meias e sapatos estragados. O que está fora está dentro e isso afeta a saúde. O “destralhamento” é uma das formas mais rápidas de transformar a vida e pode muito bem ajudar outras terapias. A saúde melhora, a criatividade cresce e os relacionamentos se aprimoram, também ensina o Feng Shui, com a delicadeza própria das artes orientais.
  • Cromoterapia em casa: vida é cor. Quer mudar? Então, mude a cor do seu lar. Ela modifica a forma e imprime uma nova alma. Um rosa forte libera hormônios que inibem a agressividade. O vermelho estimula a adrenalina, a eficiência, a criatividade e o desenvolvimento cerebral dos bebês. O azul ativa nada menos que 11 hormônios tranquilizantes, prepara o corpo para o sono, minimiza medos e diminui o desejo por comida: fazer as refeições num prato azul pode ajudar a emagrecer, por exemplo, já que essa cor aplaca o apetite. O violeta é antídoto contra insônia. O amarelo incentiva a compra e a venda, inclusive da casa.
  • Jardinagem: a jardinagem é hoje o lazer que mais cresce no mundo, mesmo entre pessoas que vivem em apartamentos. Até quem não leva jeito, pressente: cultivar a beleza viva das plantas é cultivar a vida em sua plenitude. Quer samambaias mais exuberantes? Regue, de vez em quando, com um copo de água acrescido de uma colher de chá de sal e outra de açúcar. Ou então regue, a cada 25 dias, com o suco de um limão misturado em 5 litros de água. Sabe aquele restinho de leite? E a água da lavagem do arroz e do macarrão? Se diluídos, eles também agradam plantas como as samambaias.

Colaboração: Carlos Solano, arquiteto, consultor de Feng Shui e autor do livro “Casa Natural” (de onde foram retiradas as dicas para esse artigo).


Texto publicado originalmente no Personare.

Escrito por Cris Ventura via Brasil Post


Baixe o aplicativo do site O Amor e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.