Salmo 18: para aqueles que são gratos a Deus e se mantêm firmes na fé

6min. de leitura

O salmo 18 discorre sobre as bênçãos que Deus lança sobre todos aqueles que buscam a sua salvação.



O salmo 18 é um dos mais emblemáticos da Bíblia, pois é exalta o compromisso de todos aqueles que têm Deus no coração, daquelas pessoas que, mesmo diante de seus inimigos, nada temeram, pois sabiam que estavam sendo guardadas por um Pai poderoso.

“Na minha aflição clamei ao Senhor; gritei por socorro ao meu Deus.” (Sl 18,6)

Esse é o salmo que fala sobre todas as dádivas de nosso Senhor para aquelas pessoas que se orgulham de ser Seus filhos e jamais O abandonam.


Muito possivelmente, em algum momento, você já foi tentado pelas forças do inimigo. À sua volta estão pessoas entregues aos vícios, aos pecados e sempre disponíveis para convidá-lo a conhecer o mau caminho.

O inimigo age também através daquele “amigo” que zomba da sua fé, depois de você defender os ensinamentos de Deus, ele está nas vezes em que você foi tentado a usar alguma droga ou quis se vingar de quem um dia o decepcionou. Também se utiliza de pessoas rancorosas, falsas e invejosas, que estão sempre querendo destilar seu veneno contra quem tem o coração puro.

Nem sempre conseguimos evitar o contato com essas almas malignas, mas podemos nos proteger contra o mal que há em seus corações.

Mas recorrer à Sagrada Escritura é uma forma de reunir forças para enfrentar essas tentações e seguir em frente. A você que quer demonstrar sua gratidão por todas as graças recebidas, confira a seguir algumas das principais passagens do salmo 18.


Apesar de ser um salmo longo, suas palavras também são dotadas de extraordinário significado.

Reproduza-as com fé e comprometa-se a honrar, dia após dia, todo o amor que Deus lhe ensinou, e lembre-se: Ele jamais abandona aqueles que buscam Seu auxílio e Sua misericórdia.

Salmo 18

Eu te amo, ó Senhor, minha força. O Senhor é a minha rocha, a minha fortaleza e o meu libertador; o meu Deus é o meu rochedo, em quem me refugio. Ele é o meu escudo e o poder que me salva, a minha torre alta. Clamo ao Senhor, que é digno de louvor, e estou salvo dos meus inimigos. As cordas da morte me enredaram; as torrentes da destruição me surpreenderam. As cordas do Sheol me envolveram; os laços da morte me alcançaram. Na minha aflição clamei ao Senhor; gritei por socorro ao meu Deus. Do seu templo ele ouviu a minha voz; meu grito chegou à sua presença, aos seus ouvidos. A terra tremeu e agitou-se, e os fundamentos dos montes se abalaram; estremeceram porque ele se irou. Das suas narinas subiu fumaça; da sua boca saíram brasas vivas e fogo consumidor. Ele abriu os céus e desceu; nuvens escuras estavam sob os seus pés. Montou um querubim e voou, deslizando sobre as asas do vento. Fez das trevas o seu esconderijo; das escuras nuvens, cheias de água, o abrigo que o envolvia. Com o fulgor da sua presença as nuvens se desfizeram em granizo e raios, quando dos céus trovejou o Senhor, e ressoou a voz do Altíssimo. Atirou suas flechas e dispersou meus inimigos, com seus raios os derrotou. O fundo do mar apareceu, e os fundamentos da terra foram expostos pela tua repreensão, ó Senhor, com o forte sopro das tuas narinas. Das alturas estendeu a mão e me segurou; tirou-me das águas profundas. Livrou-me do meu inimigo poderoso, dos meus adversários, fortes demais para mim. Eles me atacaram no dia da minha desgraça, mas o Senhor foi o meu amparo. Ele me deu total libertação; livrou-me porque me quer bem. O Senhor me tratou conforme a minha justiça; conforme a pureza das minhas mãos recompensou-me. Pois segui os caminhos do Senhor; não agi como ímpio, afastando-me do meu Deus. Todas as suas ordenanças estão diante de mim; não me desviei dos seus decretos. Tenho sido irrepreensível para com ele e guardei-me de praticar o mal. O Senhor me recompensou conforme a minha justiça, conforme a pureza das minhas mãos diante dos seus olhos. Ao fiel te revelas fiel, ao irrepreensível te revelas irrepreensível, ao puro te revelas puro, mas com o perverso reages à altura. Salvas os que são humildes, mas humilhas os de olhos altivos. Tu, Senhor, manténs acesa a minha lâmpada; o meu Deus transforma em luz as minhas trevas. Com o teu auxílio posso atacar uma tropa; com o meu Deus posso transpor muralhas. Este é o Deus cujo caminho é perfeito; a palavra do Senhor é comprovadamente genuína. Ele é um escudo para todos os que nele se refugiam. Pois quem é Deus além do Senhor? E quem é rocha senão o nosso Deus? Ele é o Deus que me reveste de força e torna perfeito o meu caminho.

Você já conhecia o salmo 18?

Diga-nos nos comentários e compartilhe-o nas suas redes sociais.

 

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.