4min. de leitura

Casais que espremem as espinhas um do outro são mais felizes e tem mais cumplicidade, diz especialista

Estourar espinhas é um hábito comum de muitos casais. Provavelmente, você já se relacionou com alguém que não podia ver uma espinha em seu rosto que já estourava sem nem lhe perguntar. Pode ser que você seja essa pessoa.


Seja qual for o caso, provavelmente não sabia que esse hábito pode dizer muito sobre a qualidade dos relacionamentos e a intimidade dos casais.

Quem diz isso é o psicoterapeuta infantil e familiar Matt Traube, que é especializado em “comportamentos repetitivos focados no corpo”.

Em entrevista ao site de notícias Fatherly, Traube explicou: “Para muitas pessoas, há uma satisfação maravilhosa que vem de estourar uma espinha – é quase eufórico. Você não apenas alivia a pressão física do bloqueio, mas há também o efeito mental agradável da liberação de dopamina, a substância química do cérebro relacionada à felicidade.”

Além disso, o hábito de estourar as espinhas de seu parceiro ajuda a construir um laço mais sólido e íntimo com ele, porque ajuda na criação e manutenção da confiança do casal, o que é fundamental para que o relacionamento seja duradouro.


“Por mais repugnante que possa parecer para alguns, o ato de espremer as espinhas de seu parceiro mostra uma certa proximidade, um vínculo, um apego entre você e ele. Se alguém está em um primeiro ou segundo encontro, eu não acho que estouraria uma espinha”, continua Traube.

Como podemos perceber, ter suas espinhas estouradas por seu parceiro não é de todo mal, pois pode mostrar que vocês possuem um nível de confiança e intimidade muito bom. No entanto, é também preciso estar atento porque em alguns casos pode ser utilizado como um mecanismo de controle do parceiro:

“Para muitos, a própria pele pode ser uma metáfora para a pessoa ou para o relacionamento”, comenta Traube. A espinha, portanto, representa uma irritação ou imperfeição – “coisas que, de alguma forma, você acha que precisam ser limpas, organizadas ou cuidadas”, diz. “É meio análogo encontrar uma solução. Você olha para ela e diz: ‘Eca, não parece certo, é do meu parceiro, preciso consertar isso.’ Em alguns aspectos, é uma maneira de melhorar a outra pessoa.”


Cada casal tem as suas manias, e com certeza estourar espinhas é uma das manias que mais está presente nas vidas das pessoas em relacionamentos.

Se isso acontece de uma maneira saudável, é um bom sinal e reforça a qualidade do vínculo que compartilham. Apenas esteja atento para não se tornar uma maneira de mostrar controle, para que não prejudique o vínculo com o parceiro.

E aí, gostou da novidade? Compartilhe esse artigo com seu parceiro para que ele entenda que espremer espinhas faz bem e não tenha mais desculpas para negar isso a você!


Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.


Direitos autorais da imagem de capa:


Gostou da nossa matéria? Clique aqui para assinar a nossa newsletter e receba mais conteúdos.



Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.