Cientistas descobrem célula que pode combater vários tipos de câncer!

5min. de leitura

A célula “T” atua no combate às células de quase todos os tipos de câncer, como de pele, osso, colo de útero, próstata e pulmão.



Pesquisadores da Universidade de Cardiff, no país de Gales, descobriram um método que pode revolucionar o tratamento de pacientes com câncer no mundo todo. Em nosso corpo, há uma infinidade de células que são responsáveis pela defesa do nosso organismo contra doenças e infecções, por exemplo.

Os cientistas descobriram que a chamada célula “T”, presente no sangue de cada um de nós, é capaz de detectar e eliminar qualquer tipo de ameaça ao funcionamento do nosso corpo.

Ela pode, inclusive, derrotar ampla variedade de células de diversos tipos de câncer, como de mama, próstata e pulmão.


pesquisa foi publicada na revista Nature Immunology e ainda não foi testada em pacientes, mas conforme os cientistas Andrew Sewell e Garry Dolton, dois dos responsáveis pelo estudo, é enorme o potencial de que a célula “T” seja um aliada extremamente importante no tratamento dessas doenças.

Em entrevista à BBC, Sewell ressaltou que até então o meio científico não imaginava o poder de atuação da célula e sua capacidade de combater até mesmo uma das doenças mais nocivas da atualidade. A possibilidade de tratar de pacientes de câncer com a célula “T” é capaz de aumentar a sua expectativa de vida, dependendo dos resultados da pesquisa, e até mesmo curá-los.

Durante os testes em laboratório, Sewell e sua equipe descobriram que as células “T” possuem “receptores” que lhes permitem identificar e eliminar grande variedade de células cancerígenas, dentre elas, as de pele, sangue, cólon, ossos, ovário, rim e colo de útero.


O mais interessante é que a célula manteve intactos os tecidos que não haviam sido afetados pela doença.

Os cientistas ainda não sabem detalhar como isso ocorre, mas acreditam que a ação das células “T” esteja diretamente relacionada com uma molécula chamada MR1, presente na superfície de todas as células do corpo humano.

As suspeitas são de que a molécula de uma célula cancerígena emita “sinais” diferentes de uma célula saudável, por exemplo, e assim atraia as células “T”.

As terapias com o uso de células “T” já estão em desenvolvimento em tipos muito específicos de câncer, mas o seu resultado tem levado otimismo ao meio científico.

Um exemplo é o CAR-T, em que as células atuam no combate às células cancerígenas do sangue. O objetivo para o futuro é permitir o combate também aos cânceres sólidos, em que há formação de tumores, levando ao tratamento universal da doença.

Como funcionaria?

Conforme os pesquisadores, uma amostra de sangue seria retirada de um paciente com câncer para extração das células “T”, que seriam seriam modificadas geneticamente e reprogramadas para produzir o receptor de detecção de câncer.

As células, então, seriam cultivadas em grandes quantidades em laboratório e depois aplicadas novamente no paciente.

Até o momento, a pesquisa só foi testada em animais, mas verificações de segurança só poderão ser feitas quando os testes em humanos começarem.

À BBC, os também pesquisadores Lucia Mori e Gennaro De Libero, da Universidade de Basileia, na Suíça, disseram que ainda é muito cedo para saber se a célula “T” funcionaria no combate a todos os tipos de câncer, mas comemoram o grande potencial da descoberta.

Interessante, não é mesmo? E você, o que achou dessa pesquisa?

Conte para a gente nos comentários e compartilhe-a com seus amigos nas redes sociais.

 

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos. Direitos autorais da imagem de capa: divulgação.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.