Pessoas inspiradoras

Analfabeta e ex-gari, mulher cria ONG que já doou mais de 450 toneladas de comida e ajudou 7.500 crianças

Rozeli possui uma história de muita luta e resistência, e mostra como, mesmo em meio às maiores dificuldades do mundo, é possível ressignificar a própria história e ajudar o próximo.



Apenas você pode conhecer a sua realidade, saber até onde pode ir e o que é capaz de aguentar. Mesmo assim, algumas vivências não deveriam ser experienciadas por ninguém, já que envolvem muita pobreza e dor, além de uma jornada inteira de muita solidão, evidenciando a desigualdade social.

Rozeli da Silva fez de suas experiências uma forma de ajudar o próximo, e em 1996 criou uma organização não governamental para ajudar crianças em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul. Nascida numa realidade extremamente pobre, ex-gari e analfabeta, ela foi mãe pela primeira vez aos 13 anos e, aos 22, já tinha cinco filhos.

Seu principal objetivo, quando criou a ONG, era ajudar a prevenir a gravidez na adolescência, usando sua própria história como ponto de partida para algo maior. Segundo reportagem do Geledés, a primeira sede da Renascer da Esperança foi inaugurada em 1998, na mesma época em que estava aprendendo a ler.


Ela parou de estudar no oitavo ano e ainda tem muita dificuldade para escrever o próprio nome, mas isso, em momento algum, impediu-a de ser proeminente em sua comunidade, tanto que já foi premiada com mais de 30 troféus.

De uma realidade humilde, Rozeli conta que dependeu desde muito cedo de doação de alimentos e, desde sempre, acredita que nenhuma criança é “da rua” e todas precisam receber atenção e cuidado.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@dorenascer.

O projeto da ONG foi se erguendo conforme ela somava esforços, e foi com a ajuda de Lea, assistente social, e do advogado João Plínio, que tudo o que ela imaginava e sonhava finalmente saiu da sua cabeça, ganhando forma e tamanho. A comunidade, desde sempre, apoiou a ideia e, com o passar dos anos, eles conseguiram se estruturar.


A ONG Renascer da Esperança incentiva o esporte, o acolhimento das crianças e adolescentes, além de ajudar a capacitá-los em diversas áreas. Eles oferecem oficinas de teatro, de instrumentos musicais, coral, dança e balé.

Oferecem aulas de libras, artes, pintura, escultura, tae kwon do, caratê, judô e muay thai. Além disso, os jovens podem aprender informática, futebol americano, costura, culinária, marcenaria, capoeira, jardinagem, entre outros.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@dorenascer.

São mais de 350 crianças atendidas atualmente pelo projeto, recebendo reforço escolar e oficinas extracurriculares. A mulher, que muitos acreditavam que pouco conquistaria na vida, que foi mãe muito jovem, vítima de violência doméstica, que já viveu em cárcere privado, foi presa e sempre tratada como lixo, fez mais do que a maioria, que possui acesso. Hoje ela muda a vida de outras pessoas para que ninguém sofra com a falta de esperança.


Filho de trabalhadores rurais, que cresceu em meio à pobreza, forma-se com honras em Harvard!

Artigo Anterior

Ex-morador de rua abre restaurante com dinheiro que ganhou como entregador. Hoje ele alimenta sem-teto!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.