Pessoas inspiradoras

Sua debilidade está principalmente na sua mente você é tão debilitado quanto se sente

Conheça Aaron “Wheelz” Fotheringham. Um jovem que superou sua complicada realidade, tendo nascido com a espinha bífida e os médicos não lhe dizendo que Aaron jamais seria independente. Que não poderia sentar ou fazer qualquer coisa sozinho, e precisaria de assistência por toda a vida.



 Aaron1

No vídeo ele conta sua história:


“Eu sou Aaron Fotheringham mas a maioria das pessoas me chama de ‘Wheelz’ .
Eu nasci com a espinha bífida e os médicos não pensavam que eu poderia ser independente de qualquer maneira. Que não poderia sentar ou fazer qualquer coisa sozinho, eu precisaria de assistência por toda a vida.
Mas eu não permiti que isso me impedisse. Quando meus amigos andavam de bicicleta eu subia na minha cadeira e os seguia pelas ruas. Desde aqueles dias minha vida mudou muito, de alguma maneira eu pude viajar o mundo de país em país. Eu pude conhecer meus ídolos, pessoas que me inspiram, atuar em shows ao vivo na frente de milhares de pessoas e basicamente ir além do que eu sequer poderia sonhar, tudo por conta da minha cadeira de rodas.

Aaron6


Eu fui adotado quando nasci por uma família incrível em Las Vegas – Nevada, Estados Unidos. Eles não são meus pais biológicos mas são basicamente tudo, eles cuidaram de mim desde o nascimento e me deram tudo que tenho, acabei sendo um grande desafio e risco eles, por que adotar uma criança com espinha bífida é como comprar um carro com muitos problemas, que sempre dá muito trabalho, algum problema com rim com a espinha…


Aaron5

Quando comecei a ir para a escola sempre me perguntavam se queria ir para sala de adaptação (especial) com outras crianças em cadeira de rodas e sempre fui contra por que sempre me vi como qualquer outra criança só que com cadeira de rodas então eu sempre brigava e os fazia me colocarem em salas normais. O técnico sempre gostava por que eu sempre estava lá e queria fazer tudo que os outros faziam. Então eu penso que isso foi importante, ninguem me tratando de forma diferente. Meus pais sempre – se eu pedia ajuda eles diziam ‘suas pernas não são uma complicação, você pode fazer sozinho’ – eu era igual a todos meus outros irmãos, tratado da mesma forma.


Eu penso que sua debilidade está principalmente na sua mente, você é tão debilitado quanto se sente. Sempre se divirta, nunca vi como uma verdadeira debilidade. Eu não acordo pela manha e penso ‘ahh droga eu tenho que andar de cadeira de rodas hoje’ é como você acordar e colocar o seu sapato, no meu caso é uma incrível cadeira de rodas.

É muito bom poder ajudar pessoas olhar suas cadeiras como algo além de um dispositivo médico e sim como algo divertido. Sinceramente são apenas rodas presas no meu traseiro – como isso pode não ser divertido?”

 

Aaron8 Aaron7 Aaron4


Mais para o fim do vídeo (depois da entrevista onde o atleta Travis Pastrana aparece e comenta sobre o humor e maneira de ser do Aaron) passadas as imagens do grande salto e conquista, Aaron comenta:

“Não muito tempo atrás eu fui ao meu primeiro ‘X-games’ , eu assisti Travis e o vi de perto pela primeira vez e fiquei deslumbrado, eu acenei e ele acenou de volta para mim. Travis fazia um ‘double backflip’ (manobra) então eu pensei ‘eu quero fazer um double backlip’ então alguns anos depois eles me ligaram e estou fazendo shows com eles e não pude acreditar. Então eu consegui fazer a manobra e foi incrível, agora tenho medo de sonhar muito além por que meus sonhos parecem estar se tornando realidade….”


 Aaron9 Aaron3 Aaron2

Vovô de 97 anos faz pinturas incríveis usando o paint

Artigo Anterior

Casal com debilidades cuidam um do outro

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.