publicidade

Depois de perder emprego e casa, jovens são acolhidos por casal desconhecido: “São seres humanos!”

Macaulay e Shannon, de apenas 21 anos, foram expulsos de casa depois de perder seus empregos, mas receberam uma ajuda que mudou suas vidas em meio à pandemia!



A pandemia tem deixado muitas pessoas vulneráveis, não apenas no Brasil, mas no mundo todo, já que a crise sanitária tem feito muitas empresas fecharem as portas ou reduzirem drasticamente o número de funcionários, o que causou demissões em massa nos últimos meses.

Macaulay Johson e Shannon Cullen, ambos com 21 anos, sofreram com os impactos do novo coronavírus, quando se viram sem emprego e nenhum dinheiro para pagar o aluguel. Juntos há um ano, eles acabaram expulsos da casa por conta da inadimplência, e a falta de renda não deu a eles a possibilidade de se mudar para nenhum outro lugar.

A solução, em um primeiro momento, foi se mudar para um quarto de hotel na cidade em que moram, Nottingham, no Reino Unido. Macaulay é autista e, antes da demissão, trabalhava como operário em uma fábrica local, o que lhe garantia dinheiro suficiente para levar uma vida tranquila.

Shannon trabalhava em um call center, na Irlanda, antes de conhecer o atual namorado, mas decidiu se mudar para a cidade dele quando engataram um relacionamento.


Com a demissão dos dois e sem dinheiro para pagar até o quarto de hotel, depois de algum tempo, decidiram juntar os poucos pertences que pudessem carregar e dormir em uma barraca.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Johnson Macaulay.

Armaram a barraca em diferentes pontos da cidade, tanto para evitar qualquer tipo de confusão quanto para, quem sabe, receber ajuda de alguma autoridade ou entidade local. Segundo o jornal Nottinghamshire Post, o casal relatou que teve a barraca cortada com uma faca, quando um ladrão tentou roubar o pouco de coisas que tinham.

O medo fez com que eles fossem para a frente de um supermercado britânico, chamado Tesco, e pedissem dinheiro a quem passasse por ali. Os jovens tinham a esperança de conseguir juntar dinheiro suficiente para passar ao menos uma noite em qualquer quarto de hotel barato, apenas para não correr nenhum risco.


Direitos autorais: reprodução/Nottinghamshire Post.

Foi quando Lisa e Ian Marshall passaram em frente ao jovem casal e se sentiram completamente desolados com aquela situação. Lisa e seu marido Ian, ambos com 43 anos, ofereceram seu galpão para que os dois guardassem seus pertences ou mesmo lá dormissem, caso quisessem. A atitude generosa da família deixou os dois maravilhados, eles não esperavam tamanha bondade.

Lisa e Ian eram extremamente generosos e equiparam o galpão com um aquecedor elétrico, um ótimo colchão e ainda oferecem comida aos dois todos os dias. Além disso, os jovens podem usar o chuveiro da casa, mas a Sra. Marshall pede que seja apenas enquanto ela não estiver em casa.

Direitos autorais: reprodução Facebook/Johnson Macaulay.

A atitude pode parecer um pouco estranha, mas a verdade é que Lisa sofre de alguns problemas clínicos, que a deixam mais vulnerável ao coronavírus do que outras pessoas de sua idade, o que a deixam com medo de contrair a doença. Mas os jovens explicam que ela gostaria de fazer muito mais pelos dois, mas, infelizmente, é o que consegue no momento.

Lisa explica que sentiu um grande incômodo quando viu o jovem casal parado na frente do mercado. Mesmo sem os conhecer, ela explica que eles são seres humanos e que, atualmente, não existe mais humanidade no mundo.

Mesmo sem ter dinheiro ou posses, a mulher escolheu abrigar o casal porque sabe que ele ficará melhor dentro do galpão do que na rua. “Como negar um teto?”

Também diz que, se algo assim acontecesse ao seu filho, o mínimo que ela esperaria era que alguém generoso fizesse o mesmo por ele. Os quatro ligaram para o Conselho Municipal, mas o responsável afirmou que não existe alojamento para quem não é nativo da região. Além disso, mesmo que Macaulay conseguisse um local, Shannon não poderia ir com ele, o que os faz desistir do alojamento municipal.

O que você achou da atitude da família?

Comente-a abaixo e compartilhe nas suas redes sociais!

Baixe o aplicativo do site O Amor e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.