publicidade

Depois de perder mãe médica para covid-19, filha a honra seguindo seus passos na Medicina

Marina se inspirou no exemplo que teve em casa e quer se especializar em dermatologia.



Perder entes queridos nunca foi fácil para ninguém. É um período de profunda dor, tristeza e pesar. Ainda mais no atual cenário que estamos vivendo quando, infelizmente, muitas vidas estão sendo ceifadas.

O amor que sentimos pela pessoa que partiu se torna pesado e não é fácil de ser encarado, pois dói dizer adeus. Cada um tem a sua maneira de lidar com a ausência da pessoa querida.

O processo pode ser lento ou mais rápido, não há uma fórmula mágica. Quando a morte é encarada tão de perto, o vazio se torna um buraco negro, sugando toda a energia daqueles em volta. O luto é um dos períodos mais difíceis da vida do ser humano.

Mas existem pessoas que usam a dor como força e impulso para seguir a caminhada.


É o caso de Marina Quinilato de Marins, que perdeu a mãe para a covid-19 neste mês de fevereiro, e usa esse momento difícil para se levantar e continuar sua jornada.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@marinaqm.

Sandra contraiu a doença cuidando de seus pais, que testaram positivo para o coronavírus. Foi dedicada até seus últimos momentos porque, mesmo doente, não deixou que outros familiares cuidassem dos avós de Marina, para não se contaminarem. Os idosos se recuperaram, mas ela teve complicações no pulmão e, infelizmente, veio a óbito. Sandra chegou a se internar por nove dias e ficou entubada por uma semana.

A filha contou ao G1 que Sandra era apaixonada pelo ofício da Medicina e serviu de inspiração para sua escolha de curso. A jovem cursa o quinto semestre de Medicina e relembra com orgulho que sua mãe sempre a incentivou a estudar, pois tinha um amor radiante pela dermatologia. Sandra dedicou quase 30 anos de sua vida como médica, especializando-se em hanseníase e se tornou uma das melhores profissionais da região.


Direitos autorais: reprodução Facebook/Clínica Sandra Quinilato.

Era muito querida por seus pacientes, de acordo com Marina. Muitos deles eram de outras cidades e até de outros países, e viajavam até Sorocaba para se tratar com ela. Quando souberam de seu falecimento, publicaram mensagens de condolência, lamentando a perda.

Sandra é lembrada pelo sorriso que carregava, sendo sempre muito simpática, engraçada e por ver o lado bom de tudo. Nada a deixava para baixo, relatou a filha.

Em seu Instagram, a jovem recebeu muitos comentários sobre sua mãe que, com certeza, ajudam a fortalecer e enfrentar essa grande perda. Diversas pessoas desejaram força e oração para a família, além de elogiar Sandra, deixando claro que seu carinho e profissionalismo eram vistos por todos.

Marina completa dizendo que é dessa forma que ela quer exercer a profissão. Quer ser uma médica que enxergue os pacientes com valores e sentimentos, não apenas como doentes. Quer continuar o legado de sua mãe: a positividade, a benevolência, carinho e cuidado com os outros.

Que história inspiradora! O que achou?

Comente-a e compartilhe em suas redes sociais!

Baixe o aplicativo do site O Amor e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.