Empresa doa R$ 25 milhões em alimentos para aqueles que perderam seus trabalhos devido ao coronavírus

7min. de leitura

A XP Investimentos, maior empresa do setor no Brasil, vai destinar o dinheiro para compra de cestas básicas para pelo menos 100 mil pessoas.



Que bom seria se cada um de nós fizesse sempre o que está ao nosso alcance para ajudar quem mais precisa. O mundo vive um de seus períodos mais críticos, diante de uma pandemia que desafia economias, sobrecarrega hospitais e deixa todos em constante quarentena, tomados pelo medo e pela insegurança.

Num momento como este, somos provocados a exercitar o nosso senso de solidariedade, de bondade, nem que seja nos pequenos gestos. Somos dotados de boa vontade infinita, só precisamos querer partir para a ação. Basta a cada um se questionar: o que eu posso fazer para tornar o sofrimento do outro menor?

Esse foi ponto de partida para a linda iniciativa do empresário Guilherme Benchimol, dono de uma trajetória de vida inspiradora e que agora está prestes a fazer umas das mais vultosas doações para famílias que correm o risco de ficar sem ter o que comer por conta do coronavírus.


Através de sua empresa, a XP Investimentos, Guilherme vai destinar R$ 25 milhões em cestas básicas para pessoas que ficaram sem ter como trabalhar devido às recomendações de afastamento social.

A intenção da iniciativa é atender a cerca de 100 mil profissionais, como pedreiros, diaristas e demais autônomos, que não têm como adaptar seu ofício na própria casa e precisam sair às ruas para garantir o sustento de suas famílias.

Em comunicado aos seus investidores, o empresário desejou que todos estejam bem de saúde e tomando os cuidados de prevenção contra a doença.

Mas não deixou de admitir que não poderia ficar parado diante do surto, enquanto milhões de trabalhadores correm o risco de ficar sem pagar suas contas, perder o emprego ou não ter como colocar um prato de comida na mesa de casa.


Além de fazer a doação, a XP Investimentos também lançou o movimento “Juntos Transformamos”, pelo qual qualquer pessoa pode dar sua contribuiçãopara ações de enfrentamento da doença.

Acompanhe a live em que Guilherme fala um pouco sobre a iniciativa. Confira:

Conheça um pouco da história do empresário

A atitude do empresário é reflexo da humildade de um homem que enfrentou muitas dificuldades, superou diversos obstáculos e se viu no fundo do posso, mas nunca deixou de acreditar no seu potencial e na capacidade natural que cada um de nós tem de fazer o bem.

Guilherme é filho de um cardiologista, mas não quis seguir a profissão do pai, apesar de sempre tê-lo como exemplo de força de vontade e perseverança. Carioca, ele se formou em economia e saiu em busca de oportunidades que o levassem à carreira de sucesso com que tanto sonhou.

Em 2000, logo após a graduação, aos 24 anos, ele conseguiu um emprego numa grande corretora de valores. Era responsável por atrair novos clientes. Tudo parecia correr dentro do esperado, não fosse uma surpresa trágica no ano seguinte. A corretora fechou e Guilherme foi demitido. Foi um duro golpe, que afetou diretamente não só a estabilidade profissional, mas pessoal do jovem sonhador. O economista se viu desmotivado e teve de superar toda e qualquer insegurança para não perder o foco em sua carreira.

Mas, quando tudo parecia perdido, ele agarrou uma nova oportunidade com unhas e dentes. Durante as suas viagens pela empresa onde trabalhava, ele conheceu o dono de uma corretora de valores sediada em Porto Alegre (RS). Conseguiu emprego nessa empresa e se mudou com a cara e a coragem para o Rio Grande do Sul. Na corretora, conheceu Marcelo Maisonnave, o amigo inseparável, que se tornou seu parceiro de negócios.

Juntos, em 2002, eles pediram demissão e criaram a XP Investimentos, em uma sala de 20 m², em Porto Alegre, com computadores de segunda mão e dois estagiários.

O começo da empresa foi extremamente difícil. Apesar de toda a sua dedicação, poucos clientes queriam investir na bolsa por não conhecer o mercado. A cada dez clientes que ele visitava, apenas um investia na empresa, e com valores muito baixos.

Guilherme pensou em desistir, mas acabou percebendo que, para conseguir atrair e manter os clientes, ele precisava ensiná-los a investir. Ao final da primeira aula para investidores, formada na maioria por seus amigos, dos 20 presentes, 18 se tornaram clientes da XP Investimentos. Daí em diante, tudo mudou na trajetória do empresário.

Atualmente, a XP Investimentos conta com escritórios espalhados em todo o Brasil. O clube de investimentos da empresa se tornou um fundo com mais de R$ 3 bilhões.

Guilherme se tornou a dono da maior corretora de investimentos do Brasil e hoje emprega cerca de 2.000 pessoas diretamente.

Mas o que realmente importa após tantas conquistas, conforme as palavras do próprio empresário, são os seus clientes e, claro, o que ele pode fazer para ajudar quem mais precisa.

Guilherme deixa o exemplo de que a humildade, a compaixão e a solidariedade podem ser as melhores armas para atravessar este momento tão crítico.

Faça como ele e tente ajudar quem mais precisa!

Deixe o seu comentário e compartilhe essa linda iniciativa em suas redes sociais.

 

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos. Direitos autorais da imagem de capa: reprodução/XP Investimentos.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.