Pessoas inspiradoras

Mulher que perdeu emprego no banco por ajudar cliente pobre recebe inúmeras propostas de trabalho

Ela decidiu tornar o caso público; depois de sua demissão, recebeu várias ofertas de emprego!



Existem pessoas capazes de se sacrificar para ajudar o próximo, e como a lei do retorno não falha, quem faz o bem o recebe da mesma forma. Foi o que aconteceu com uma funcionária de um banco.

O momento de bondade de Emily James não foi bem-visto pela empresa onde trabalhava e resultou em sua demissão. O que ela fez de grave? Ajudou um cliente pobre.

De acordo com informações do The Sun, Emily trabalhava na área de call center de uma agência bancária e decidiu ajudar um cliente num momento de dificuldade financeira.


Ela recebeu uma ligação de Eugenio, dizendo que seu último salário estava bloqueado e ele passava por problemas financeiros e aquela quantia o ajudaria a pagar as contas e comprar os presentes de Natal para os filhos, já que estavam na véspera da data.

Ela tentou ajudá-lo, mas não conseguiu lhe entregar o dinheiro. No dia seguinte, ele foi à agência, mas também saiu sem a quantia, que estava bloqueada em sua conta. O homem dirigiu até um posto de gasolina, mas se deu conta de que não tinha dinheiro para abastecer seu veículo.

Direitos autorais: reprodução YouTube/KGW News.

Desesperado, ligou novamente para o banco e falou com Emily, contando que precisava de um pouco da quantia para retornar ao seu lar. E foi nesse momento que ela pediu que ele esperasse onde estava. O posto ficava perto do banco, e ela usou seu intervalo para ir até lá e lhe dar R$ 100 do próprio bolso.


Ao voltar para o escritório, achou que fez uma boa ação ao ajudar a família, que obviamente passava por necessidades. Não falou mais com Eugenio. Dois dias depois, seu chefe a chamou para uma reunião e explicou que ela estava sendo desligada da empresa por manter uma “interação não autorizada” com um cliente.

Emily achou que seria punida com uma advertência, e não com demissão. Acreditou também que aquela “mancha” em seu currículo seria prejudicial para conseguir vaga em outro local. Mas assim que a história se tornou pública, ela recebeu centenas de propostas de emprego e aceitou trabalhar para uma cooperativa de crédito.

Direitos autorais: reprodução YouTube/KGW News.

Seu ato, embora tenha sido contrário às diretrizes da instituição onde trabalhava, demonstrou que ela é uma pessoa de bom coração e ajudou alguém em apuros. Esse tipo de comportamento não deveria ter sido condenável, resultando em sua demissão, pois sua generosidade fez com que uma família passasse o Natal de uma maneira feliz!


‘Advogata’ de Danilo Gentili se casa com ela mesma e chama atenção de imprensa internacional

Artigo Anterior

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.