Preocupado com o próximo ano?

6min. de leitura

Quanto mais viva as impressões, maiores serão as oportunidades de nos lembrarmos de um acontecimento. A intensidade dessa impressão depende, ao mesmo tempo, de situações das ordens positivas ou negativas, isso vai acontecer de acordo com a importância que cada um dar as situações do seu dia a dia.



Via de regra, se assistimos a uma grave situação, uma lembrança permanente poderá ser instalada em nossas mentes, esse trabalho da memória às vezes são terríveis para a nossas vidas. Aqui, o componente objetivo domina a situação, a viva emoção provocada pelo acontecimento depende diretamente de como cada um vive seus momentos.

É importante que procuremos ver o melhor entre os piores, a sempre uma lição dentro do que jugamos ser o pior. Quando aprendemos a enxergar as lições, não mais viveremos nas lembranças dos sofrimentos.

Às vezes, pequenos fatos nos deixam uma lembrança, porque também eles estão ligados a uma emoção. Nessas condições, se tal fato se fixou, é porque, dado o nosso estado emocional. Ainda não aprendemos a interpretar a famosa frase: “Deus escreve certo com linhas tortas”.


imagem1

Um ano se vai, o outro que vem, parece que repetimos sempre as mesmas frases, parece que não há verdadeiramente alguma coisa vinda do coração, porque o coração e intuitivo e criativo. Jamais ele repetiria dezenas de vezes às mesmas coisas.
“Feliz ano novo”, não se aplica a um doente em estado terminal no hospital! Como também não se aplica em um funeral. Mas sem querer a frase pode ser pronunciada, pelo costume natural da mente, e não do coração..

Somos levados, portanto, a ligar a fixação ao interesse e a atenção, isto é, à relação entre as experiências e as tendências (positivas ou negativas), e as orientações atuais que se instalam profundamente em nossa consciência. Retemos o que nos interessa o que está de acordo com as nossas preocupações do momento, ou com as preocupações mais essenciais que marcarão para melhor ou pior em nossas vidas.


O pintor determinado em sua imaginação, enxerga uma figura onde só ele ver alguma coisa bonita em seu quadro, porém o comum dos mortais mal verá. Podemos ouvir vinte vezes, sem associá-los, o nome de uma pessoa e o seu número do telefone. Repetidamente as tendências inconscientes favorecem ou desfavorecem a aquisição dos fatos vividos.

Isso mostra como são importante os nossos momentos, e como devemos focar em coisas boas, aprendendo a ler os desvios da vida. Fazendo uma análise bem simples: “diga-me quais são tuas lembranças, que te direi quem és”.

Uma ligação natural entre os elementos das experiências. Por fim, um extenso grupo de fatos será retido com maior facilidade quanto mais naturalmente estiverem ligados entre si. Temos que nos organizar naturalmente para facilitar as definições.

Fazer valer em nossas memórias os bons momentos se faz processar em nossas lembranças, situações e fatos que de fato vivenciamos com prazer.
As maneiras pela qual a consciência se prende ao todo tem grande importância. Um todo de elementos perturbadores não dará uma boa lembrança. Devemos ter uma visão pelo todo, porém buscando sempre os bons pensamentos, as boas atitudes e ações que não venha prejudicar a natureza do amanhã.

arvore2

Onde existem organizações de bons pensamentos a fixação deles se torna mais fáceis, onde não existem, as preocupações com o amanhã se tornam constantes. O poder de fixação, em iguais condições é proporcional a clareza, a simplicidade e a precisão dos bons pensamentos que nos trazem a certeza de mais um momento bom. De momentos em momentos, se vão às horas, os dias, meses e anos.

Essas observações devem ser generalizadas, valem igualmente para a memória abstrata. Retém-se facilmente o que se compreende, o que se pode conduzir. Quando um conjunto de fatos dos quais desejaríamos nos faz lembrar que somos uma unidade lógica, forma um conjunto bem estruturado a ponto que uma evocação de uma só pessoa acarretará facilmente a evocação dos outros. Isso é possível e depende apenas de cada um de nós.

O esforço para aprender consiste em fazer surgir, na medida do possível, uma vida melhor, mais organizada. Não existe vida ruim para quem coloca os bons pensamentos e as boas atitudes em primeiro lugar.

Então, se aprendermos a praticar e procurar viver os momentos com toda atenção, com toda educação, com todo carinho e amor, tratando os nossos semelhantes de igual maneira com que apreciamos uma bela paisagem da natureza, não mais teremos duvidas do próximo ano.

Por Bernardino Nilton Nascimento

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.