Redação

Um texto forte pra começar a semana forte.

(Pense duas vezes antes de ler, e se ler, vá com a mente aberta para compreender)



A equação é bem simples: abrir mão do X hoje para desfrutar do 100X amanhã. Isso é para poucos. Muito poucos…

Com a desculpa de que vão morrer um dia, muitos só pensam no imediato, achando que desfrutando de forma limitada apenas o X pelo resto da vida, desta forma se sentirão realizados a longo prazo. Um triste engano. Sem desafios, a vida se torna um tédio.

Outros acreditam que para trabalhar num grande projeto é necessário abandonar a família. Outro engano. Quando se tem um projeto de vida bem definido, é possível unir toda a família em torno dele. Todos plantam e todos colhem.


Também existem os que levantam a bandeira de que o melhor momento da vida para “aproveitar” são os “vinte poucos anos”. Só que, do ponto de vista dos que não querem passar a vida em branco, aproveitar é justamente o contrário. Aproveitar é trabalhar para construir um grande projeto de vida.

Os que souberem plantar neste período de maior vigor, vão chegar aos trinta ou até aos 40, desfrutando do que poucos conquistaram no mundo e podendo proporcionar melhores oportunidades para sua família que também vai colher das escolhas feitas (100X).

Mas uma coisa me intriga. Vc já percebeu que esses que batem no peito com todo orgulho, afirmando serem os únicos que sabem “aproveitar a vida”, contentando-se apenas com o X, eles nunca deixam de ficar fantasiando e sonhando com o 100X?

Não faça como a maioria. Pense a longo prazo. Não seja imediatista. Saia do quadrado dessa sociedade que pensa pequeno. Multiplique os seus talentos e não os enterre.


Você é capaz!

BOM DIA E UMA EXCELENTE SEMANA!

Fonte: Geração de valor

google_ad_client = "ca-pub-6113917142208042"; /* banner468 */ google_ad_slot = "4432377819"; google_ad_width = 468; google_ad_height = 60;// ]]>
// ]]>

10 gestos para fazer sua mãe feliz

Artigo Anterior

Procuram-se empreendedores

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.