A pior parte da ansiedade é quando a pessoa se sente indigna de amor, sem importância e desvalorizada

5min. de leitura

Só quem convive com a ansiedade sabe quão desafiador é.



A ansiedade faz você se sentir um fardo para todos que vivem contigo. Muitas vezes, você está cansado de ficar sozinho e tudo o que mais quer é mandar uma mensagem para seus amigos, convidando-os para fazer alguma coisa, mas a ansiedade o impede e o faz acreditar que as pessoas apenas o aturam e que estão melhores sem a sua companhia.

Você quer se abrir sobre os seus sentimentos para alguma pessoa, mas nunca toma coragem, porque teme que ela o ridicularize e lhe diga que jamais se interessaria por alguém como você; não consegue pagar alguma coisa com uma nota de alto valor, porque fica preocupado em dar trabalho para o caixa lhe dar o troco; fica horas no mesmo ambiente segurando a vontade de ir ao banheiro para não ser inconveniente, ainda que isso não faça o menor sentido.

A ansiedade domina a nossa vida e faz com que, a todo momento, nos sintamos um peso para as outras pessoas, que nossa companhia seja algo ruim ou perda de tempo para elas, mesmo que jamais tenham feito com que nos sentíssemos dessa maneira. Nós apenas assumimos que não acrescentamos nada de bom a ninguém, e simplesmente nos afastamos cada vez mais dos grupos.


A ansiedade está presente em todos os momentos da vida, desde os mais simples até os mais complexos. Podemos nos sentir ansiosos porque não queremos parecer bobos para outras pessoas, porque não sabemos “a maneira certa” de socializar, porque não queremos ser julgados por nossas roupas ou cores de cabelo, e não queremos ouvir que não somos bons o suficiente. Temos medo de não ser desejados, amados.

De fato, a ansiedade faz com que sintamos que ninguém se importa verdadeiramente conosco.

Faz-nos perguntar se as pessoas não estão ao nosso lado por dó ou se nos odeiam secretamente e apenas nos suportam por algum objetivo.

Desconfiamos de todos os que são legais conosco e sentimos que todos os olhares em nossa direção são de julgamentos. Todas as vezes que saímos de casa e precisamos lidar com o mundo, sentimos que estamos em uma verdadeira guerra, e que só temos a nós mesmos.


A ansiedade faz com que nos sintamos impotentes e sem importância, como se nossa opinião não tivesse nenhum valor e ninguém realmente quisesse ouvir o que temos a dizer.

Quando temos ansiedade, sempre pensamos muito antes de dizer alguma coisa e, na maioria das vezes, acabamos desistindo, porque quando nos convencemos de que não há nada demais, o tema da conversa já mudou e não pudemos participar.

A ansiedade nos traz sentimento de desvalorização, como se ninguém estivesse percebendo todo o nosso investimento em cada área da vida.

Queremos um abraço, uma palavra de apoio e validação, mas nunca conseguimos, por isso ficamos com a sensação de que estamos fazendo algo de errado, como se ainda não estivéssemos fazendo o suficiente.

A ansiedade nos faz sentir esgotados e sem inspiração, como se nunca pudéssemos ser capazes de fazer algo realmente bom, como se fôssemos incapazes de realizar sonhos e merecêssemos uma vida medíocre e sem expectativas.

A pior parte da ansiedade é sentir que não somos amados, importantes ou valorizados por ninguém, é não conseguir enxergar uma saída do labirinto emocional em que vivemos, e esperar constantemente um amanhã melhor, mesmo sem a certeza de que ele chegará.

Ainda assim, seguimos firmes, pois somos os capitães de nossa vida e não podemos permitir que tudo desmorone.

 

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos. Direitos autorais da imagem de capa: Lauren McConachie/Unsplash.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.