4min. de leitura

A verdadeira humildade consiste em calar nossas virtudes e permitir que os outros as descubram

As pessoas humildes de verdade não querem que suas atitudes sejam aplaudidas. Apenas ver o sorriso no rosto do próximo já lhes é suficiente.



A humildade é uma das qualidades mais importantes que uma pessoa pode ter. Quando somos humildes, olhamos para as pessoas sem maldade e enxergamos a vida como uma grande escola, onde todos os dias podemos aprender com tudo aquilo que acontece ao nosso redor.

No entanto, muitas pessoas confundem ser realmente humilde com esconder o próprio narcisismo atrás de uma máscara de bondade.

É muito comum encontrarmos pessoas que fingem ser humildes, mas na primeira oportunidade começam a se gabar sobre todas as suas conquistas.

Elas falam por horas sobre o seu grande coração, sobre tudo o que fizeram para ajudar um parente, amigo ou até mesmo um desconhecido. Comentam sobre as vezes em que deixaram de gastar consigo mesmas para ajudar alguém que necessitava e todas as noites que passaram em claro conversando com os amigos que estavam passando por um momento difícil.


Essas pessoas acreditam que ao falarem sobre suas atitudes altruístas estarão mostrando aos outros o quão humildes realmente são, mas na verdade estão fazendo o oposto.

A verdadeira humildade não necessita ser mostrada a todos, ela simplesmente é. Ser humilde não é exaltar as nossas virtudes, mas sim silenciá-las e permitir que as outras pessoas as descubram.

Quando falamos muito sobre nós mesmos, apenas mostramos que somos egocêntricos ou carentes de atenção. As pessoas humildes de verdade não querem que suas atitudes sejam aplaudidas. Na realidade, elas não fazem questão que ninguém saiba daquilo que fazem. Apenas ver o sorriso no rosto do próximo já lhes é suficiente.


Uma pessoa que faz questão de falar o tempo todo sobre si mesma e suas boas ações está apenas mascarando o grande desejo de reconhecimento que existe dentro de si.

Ela acredita que ao anunciar seus feitos fará com que seja amada e admirada por todos ao seu redor, muitas vezes nem mesmo se importam com o ato de ajudar em si, mas, sim, com o que isso pode lhes beneficiar.

No entanto, a ajuda prestada sem a verdadeira intenção de fazer o bem não tem valor e não traz nenhuma consequência positiva. O único reconhecimento que importa é o da pessoa que pudemos ajudar. A única recompensa que podemos desejar é a esperança no coração e o sorriso no rosto do outro.

A verdadeira humildade é ajudar, sem segundas intenções, sem querer cobrar favores. É perceber que ao estender a mão ao outro também ajudamos a nós mesmos, pois nos comprometemos com o bem.

Da próxima vez em que for falar sobre suas virtudes, pense muito bem no que dizer sobre você. Quem ajuda em silêncio faz muito mais pelo outro e por si mesmo.


Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.


Direitos autorais da imagem de capa: Azamat Zhanisov/Unsplash.

Você sabia que O Amor está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.

* Matéria atualizada em 21/07/2019 às 5:52





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.