Reflexão

Existem vários jeitos de ser mãe, e todos eles são maravilhosos. O ato de cuidar dos filhos é divino!

Não importam quantos filhos elas tenham ou como os criam, os vários jeitos de ser mãe engrandecem a alma!



A dádiva de ser mãe é ver em quantas mulheres diferentes você pode se transformar. Tornar-se uma é mudar o eixo do seu mundo por um filho. Dar a vida não é apenas gerar e parir. Muitas mães são de coração e amam tanto quanto as que geram.

Não há uma fórmula mágica para passar pela maternidade. O amor é profundo e intenso, mas bate em diferentes ondas. Uma coisa é inerente a todas: elas amam seus filhos mais do que a si próprias.

Aprender sobre o amor incondicional não é tão fácil quanto parece. Aliás, mais uma das características das mães é desenvolver seu trabalho materno com tanto afinco, que a impressão que passam é que são experts no assunto, quando na verdade elas choram, frustram-se e se culpam pelos possíveis erros cometidos.


Tudo isso para fazer uma criança se tornar a melhor versão delas. Não há para uma verdadeira mãe presente maior do que ver seu filho sendo uma pessoa incrível. Mães de todas as suas formas são exemplo de amor.

Elas encontram força e rumo diante das mais difíceis situações. São resistentes e resilientes, ensinando essas qualidades por onde passam. Não queira colocar todas as mães dentro de uma caixa, padronizando suas atitudes. As maravilhas da maternidade é de poder mostrar para as mulheres que elas podem ser diferentes pelo bem de seus filhos.

Aquilo que se aprende na teoria nem sempre funciona na prática. Por essas e outras, o ofício do maternar é tão complexo. Uma mãe verdadeira é uma mulher que se reinventa todos os dias.

Amorosas e sensíveis ou mais práticas e objetivas, todas elas são importantíssimas para criação e desenvolvimento dos filhos. Não há um ranking de mães, elas sempre estão tentando ser o melhor para suas crianças.


Ser mãe é abrir mão de sonhos acalentados há anos por causa do filho, e não se importar com isso. Ser mãe é perder-se num mar de desafios e gratificações, é ganhar o mais sublime dos amores.

Somente quem é mãe em suas infinitas formas consegue conhecer a grandeza da felicidade no sorriso de um filho. No primeiro caminhar. Na primeira palavra. Para quem desejou ter uma criança sob seus cuidados, é a maior riqueza que há!

Ser mãe é se conhecer virada do avesso e descobrir que ali é uma chance de recomeçar. É se quebrar em mil pedaços para dar conta de tudo. É descobrir que não consegue mais imaginar a vida antes daquele ser em seus braços. É chorar de emoção quando a papelada da adoção está completa. É sentir tambores no peito ao ver seu filho, agora registrado como seu, podendo morar debaixo do seu teto.

É ser o apoio e fonte de força para um enteado. É cuidar com amor e carinho de alguém por quem você seria capaz de dar a própria vida. Ser mãe é saber reconhecer que, mesmo errando ou tendo falhas, será o amor da vida de alguém!


Marido perde esposa para o câncer e decide viajar com suas cinzas pelo mundo. “Seu espírito me guia”

Artigo Anterior

Morta com 14 tiros: “Ana só queria ser feliz sendo lésbica”, diz namorada

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.