4min. de leitura

Limpe sua alma e sua vida. Esteja aberto às mudanças e seja grato pelo agora. Feliz 2019!

Fim de ano, um momento de fazer um balanço de tudo o que vivemos até agora. É tempo de desapegar daquilo que já se foi. Limpar as gavetas, varrer os cantos, liberar espaço. É tempo de deixar 2018 em 2018.


“Adeus ano velho, feliz ano novo!” Uma frase tão conhecida e ao mesmo tempo tão difícil de ser vivenciada. Fim de ano, um momento de fazer um balanço de tudo o que vivemos até agora. É tempo de desapegar daquilo que já se foi. Limpar as gavetas, varrer os cantos, liberar espaço. É tempo de deixar 2018 em 2018. Neste ano, algumas palavras foram chave: resiliência, ressignificação e liberdade. Um ano de amadurecer e aprender a lidar com as diversas frustrações da vida.

O quanto você se ama mesmo quando tudo está desmoronando? É a resiliência que faz com que permaneçamos firmes. É acreditar em si mesmo, quando ninguém acredita. Isso é autoestima, é amor-próprio. Ressignifiquei infância, autoestima e responsabilidade. Percebi que vencer é tentar e não desistir ao primeiro não. É cair e levantar. É ser positivo.

Andei com pessoas que me incentivaram e me colocaram para cima, fazendo meus dias mais felizes. Afastei-me de pessoas tóxicas. Sorri para quem não gosta de mim. Chorei a morte de um amigo, briguei com pessoas que muito amava; fiz as pazes quando menos esperava. Contei piadas e arranquei sorrisos. Às vezes, mesmo triste, fazia os outros rirem de mim, só para que não sentissem aquilo que eu sentia. Amei demais e abracei quem amo quando mais precisei, quando mais precisou.


Não mudaria nada do que me aconteceu, mas já não posso ser a mesma pessoa. Um novo ano vem aí e também quero vida nova!

Não posso fazer as mesmas coisas, cometer os mesmos erros.  Preciso fazer diferente. Quando algo de ruim acontece, aprendo, mas sei que é passageiro. Prefiro viver ansiando pelos momentos de amor, pois sei que eles chegarão. Só assim saberei que os dias tristes também valeram a pena.

Hoje escolho o bem, a paz e o sossego. O acolhimento da vida é de que tudo passa. Mas o ano só chega ao fim quando damos um fim nos velhos hábitos. Abrimos mão de muita coisa em troca do melhor que o universo pode nos oferecer.

Lembre-se de que ninguém gosta de portas fechadas, corações vazios e lugares sem espaço. Assim é a novidade. Limpe sua alma e sua vida. Esteja aberto para as mudanças e seja grato pelo agora. Feliz 2019!



Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: Ekaterina Iatsenko / 123RF Imagens




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.