Reflexão

Uma mulher sábia não deposita todas as fichas em um relacionamento, e sim nela mesma!

O primeiro passo para dar certo com alguém é dar certo consigo mesma. Não existe melhor amor do que o próprio!



Fomos ensinadas, desde pequenas, que o amor é um sentimento que vem de fora. Para sermos aceitas na sociedade, é necessário que um homem nos ame ou nos assuma. Mas era bem pouco falado sobre o sentimento que temos de nutrir por nós mesmas, dentro do nosso coração, para a nossa alma.

Se uma mulher não aprende a se amar, ela não consegue ver a grandiosidade que tem, e com isso ela se tornará insegura, achando que precisa mudar sua essência para conseguir um casamento ou fazer com que uma relação dure.

Dessa forma, esquece de olhar para si com mais carinho, deixando todas as suas vontades em segundo, terceiro, quarto planos. Infelizmente, a cultura que aprendemos foi a de que temos que ter uma validação da sociedade para poder viver nela. Se uma mulher decidiu ficar sozinha, sem ter um companheiro, não querendo filhos, começam a especular que algo está errado.


E, temendo os julgamentos cruéis a que serão expostas, muitas se prendem a relações tóxicas, com medo de sair. Existem inúmeros manuais dizendo como uma mulher deve ou não se portar para que um homem sério a convide para sair, mas o que esquecem de pontuar é o quanto essa mulher está feliz consigo mesma para entrar numa relação.

Quanto mais apostar todas as fichas em um relacionamento, mais ele poderá frustrar. O melhor a fazer é olhar para si, ver o que anima você, deixa feliz e com brilho no olhar. Precisamos entender de uma vez por todas que merecemos o melhor amor do mundo.

O melhor carinho, o melhor cuidado, o melhor abraço. E se por acaso, essas características estiverem em uma pessoa que não a deixa à vontade, o sinal é vermelho! Aprendemos sempre a tolerar o outro, porque nos foi ensinado que não devemos discutir e sempre acatar, mas mal sabiam que entender tudo e ser conivente com o que não concordamos nos adoece!

Se um homem procura em você uma mulher que você não é, não mude por ele. Se quiser mudar, que seja para si mesma! E o contrário também precisa valer igualmente: não procure num homem alguém que ele não seja. Se você quer um rapaz que goste de azul, não queira fazer o que gosta de amarelo mudar por sua causa.


Pode ser uma comparação boba, mas os limites precisam ser respeitados para todos. Isso é sabedoria. É deixar de estar num local onde não a querem bem. É sair de um relacionamento fadado ao fracasso, mesmo com medo de ficar um tempinho sozinha. Tenha plena certeza de que, quanto mais você se ama e se quer bem, mais terá chance de encontrar uma pessoa que olhe para você da mesma forma!

Atriz Alexandra Richter relata que chegou a produzir leite quando adotou a filha: “Gravidez da alma”

Artigo Anterior

Modelo trans deseja ser mãe e fala sobre transplante de útero: “Não quero estar sozinha no futuro”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.