19 coisas que você tem que tentar antes de desistir da vida

7min. de leitura

Seja num dia ruim, numa fase complicado, com pensamentos de auto-destruição emocional ou pensamentos mórbidos é preciso considerar que nem tudo foi tentado. Existe muita coisa para movimentar antes de dizer que já tentou tudo de verdade. Seguem algumas sugestões que você pode adotar na ordem que quiser e de modo personalizado. Não espere que as pessoas dêem conselhos sábios logo de cara, muitas apelarão para convenções mio clichês, o ponto central é você se sentir confortável para compartilhar.



1. Conversar com amigos

Não é qualquer amigo, não é papo furado. Nessa é a hora de você deve mandar a real, abrir o coração, dizer que está se sentindo a pior pessoa do mundo. Não aceite conselhos superficiais do tipo “vai passar”, “a vida é assim”. Faça a pessoa entender que a situação é grave e você já pensou em coisas extremas (se já pensou mesmo) para acabar com tudo de verdade.


2. Conversar com sua família

Ok, sua família pode ser uma – ou a principal – das causas do que acha que é seu problema, mesmo assim eles precisam ter real ciência de que você não está bem. Se não for seu pai ou sua mãe, que seja um tio ou um primo mais experiente, mas abra o jogo.


3. Conversar com alguém com sabedoria

Pode ser que já tenha conversado com amigos e familiares, mas procure alguém com sabedoria agora, alguém que realmente já viveu coisas na vida e que tem uma visão bem incrível dela, de preferência que essas pessoas não sejam preconceituosas ou moralistas.



4. Abrir-se para ideias novas (pelo menos 5)

O mundo é repleto de mil teorias sobre a vida, então se você não explorou muitas visões científicas, filosóficas, religiosas, culturais, econômicas, psicológicas é muito pouco para dizer que tentou tudo.


5. Abrir-se para experiências de transformação efetiva (pelo menos 5)

Se você não fez aula de teatro, participou de algum workshop, fez algum treinamento em meditação, aulas de circo, e coisas que te provoquem, você não fez algo que realmente tocasse sua vida.


6. Ler 10 livros recomendados por pessoas que são boas leitoras

Não adianta ter lido livros mequetrefes, tem que ler com gosto aqueles livros que tocam questões profundas e atemporais. Leia antes de se afundar em ideias fechadas sobre a vida.



7. Ver 10 filmes recomendados por pessoas que entendem do assunto

Experimente todos os gêneros, épocas e diretores, mas assista o filme mergulhando em todas as emoções, não se puxe para baixo; faça isso de verdade.


8. Se apaixonar por uma pessoa que corresponda

Se você não se sentiu amada por alguém que correspondesse (e acha que fez esforços para isso) não pode dizer que tentou tudo de verdade. Para se apaixonar por uma pessoa que escolheu você, não adianta fingir que não está arrastando correntes. A sensação de se sentir amada é muito poderosa para uma pessoa.


9. Criar alguma coisa com suas próprias mãos

Se nunca sentiu o poder de ver um origami sequer surgir de suas mãos então não conseguiu entender até onde pode ir sua criatividade e capacidade de construir algo.


10. Aprender duas habilidades novas

Pode ser uma língua, uma arte marcial, um instrumento musical ou algum estilo de dança. Sem isso, não conseguiu explorar nada com profundidade efetiva.


11. Ensinar alguma habilidade que você tenha para alguém

Não adianta saber coisas se não puder compartilhar de verdade com alguém. Então leve isso até as últimas consequências e seja um professor de algo.


12. Ajudar 3 pessoas do começo ao fim

Isso quer dizer ajudar de verdade, pegar o problema da estaca zero e chegar até a solução, ou seja, sentir o gosto da ajuda verdadeira.


13. Fazer algum tipo de atividade física ou esporte (por 6 meses pelo menos)

Se você não colocou o seu corpo para se movimentar de forma criativa por um tempo mínimo, não conseguiu sentir os benefícios da descarga de neuroquímicos no cérebro.


14.Faça uma viagem que te tire da zona de conforto

Não adianta viajar para a praia que já conhece, precisa ser algo que faça por conta própria, que planeje e execute sem que ninguém diga o que tem que fazer.


15.Filie-se a alguma causa (experimentar pelo menos 3)

Seja algo político, voltado à saúde, ecológico, mas faça algo que seja maior que você mesmo.


16. Experimentar alguma vivência espiritual ou religiosa (pelo menos 3 tentativas em lugares e denominações diferentes

Não adianta ter batido em uma só porta ou denominação religiosa, mas algo que vá além do seu umbigo e coloque você em contato com questões transcendentais. A arte e a filosofia também são experiências desse tipo; não é necessário ter conexão com religião para ser espiritual.


17. Procurar um psicólogo

Ajuda terapêutica séria é sempre bem-vinda para abrir questões secretas, conflitos camuflados e problemas de personalidade inexplorados.


18. Procurar um médico

Tratamentos, exames e ajuda sempre abrem possibilidades uma melhor compreensão de desconfortos que podem ter base orgânica.


19.Seguir essas recomendações com disciplina pelo menos durante um ano

Não adianta ter tentado essas estratégias (de qualquer jeito) sem ter demorado um ano completo colocando tudo em ação. Depois disso se quiser desistir, você tentou pra valer Antes, porém, a tentativa foi só um sonho e não realidade.

Se você não fez nada disso, então só está buscando qualquer justificativa para desistir. Se só pensou em tentar ou se já achou que viveu demais ou se decepcionou de mais para tentar isso provavelmente é mentira. Volte na lista no início e comece sua jornada pessoal antes de desistir

____

Fonte: Escrito por Frederico Mattos via Sobre a Vida

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.