4min. de leitura

Ao menor sinal de desinteresse, retribua: suma!

Se uma pessoa ignora todas as suas tentativas de aproximação e deixa bem claro o seu desinteresse, não insista! A vida é muito curta para aceitarmos migalhas alheias.



Perdemos tanto tempo de nossas vidas implorando atenção de pessoas que não estão nem aí para nós. Acreditamos que se mandarmos mensagem mais uma vez elas responderão, que se insistirmos mais um pouco elas nos darão atenção, e nessa insistência unilateral sacrificamos a nossa felicidade e saúde mental.

Por mais que queiramos ser notados por alguém, precisamos saber reconhecer que quando isso requer que sacrifiquemos a nossa dignidade, não vale a pena. Se uma pessoa nunca demonstrou interesse é porque não quer estar perto de você, isso vale para qualquer relacionamento.

Se você insistir estará apenas desperdiçando a oportunidade de criar novas conexões com pessoas que realmente querem tê-lo por perto.

Se uma pessoa ignora todas as suas tentativas de aproximação e deixa bem claro que não faz questão de tê-lo em sua vida, não insista! Dê a ela a mesma importância e procure a companhia daqueles que retribuem o seu carinho. A vida é muito curta para aceitarmos migalhas alheias.


Precisamos entender que as pessoas que devem permanecer ao nosso lado são atraídas naturalmente para o nosso caminho. Elas chegam até nós não pela nossa insistência, mas pelo desejo de nos conhecerem e passar tempo ao nosso lado, e é por isso que o relacionamento é tão especial.

Qualquer aproximação forçada não dura muito e não vale a pena, se não existe reciprocidade, carinho ou interesse. De que adianta insistirmos para ter alguém em nossas vidas se não fará diferença alguma?

Devemos fazer questão daqueles que nos trarão alegria e mostrarão o verdadeiro significado de cumplicidade.


Se for para mendigar o desinteresse alheio, é muito melhor estarmos sozinhos ou com os nossos poucos companheiros verdadeiros.

Siga essa máxima em sua vida: ao menor sinal de desinteresse, retribua: suma! Se alguém lhe disser que não está interessado, sorria e vá embora, procure o que é melhor para você, invista em relacionamentos que lhe acrescentarão coisas, não que o farão duvidar do seu valor.

Não fique insistindo em ninguém porque isso apenas maltrata o seu coração. Não existe apenas uma pessoa no mundo capaz de fazê-lo feliz. Se você abrir os olhos e olhar ao seu redor, encontrará muitas pessoas incríveis que, com certeza, adorariam tê-lo por perto e é nelas que deve se concentrar.

Não alimente o desinteresse alheio! Você merece muito mais que isso! Vá atrás de quem realmente o ama e seja feliz!


Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Amor: Martin Novak/123RF Imagens.

Você sabia que O Amor está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.