Estudos mostram que maridos estressam as esposas mais do que os filhos, e as razões são sérias!



Não é segredo que, na maioria das vezes, as mulheres casadas experimentam mais estresse em suas rotinas do que as mulheres solteiras. Isso porque, além do trabalho, elas precisam lidar com a família, a casa e as próprias vidas.

São tantas responsabilidades e coisas para fazer que as vinte e quatro horas do dia parecem não ser suficientes!

O trabalho se multiplica quando se têm filhos, porque são mais vidas pelas quais ser inteiramente responsáveis. No entanto, apesar de os filhos tomarem uma grande quantidade de esforço e tempo das mães, um estudo do site Today comprovou que na verdade são os maridos que mais contribuem para o estresse das mulheres. Mais de 7 mil mulheres foram ouvidas, e 46% delas afirmaram que as crianças dão menos estresse do que os seus maridos.

Abaixo estão algumas razões pelas quais esse estresse intenso pode acontecer.

Os maridos podem ter comportamentos infantis

Muitos homens, apesar de serem adultos e responsáveis pelas próprias vidas, continuam desempenhando papel de crianças, tanto nas próprias vidas diárias, quanto na interação com os próprios filhos.

Eles agem como os amigos dos filhos, sempre responsáveis pelos momentos de diversão e descontração. Por outro lado, as mães que se responsabilizam mais pela educação, imposição de limites e futuro, podem ser vistas como as vilãs da família. Essa realidade pode criar problemas na relação mãe e filho, e até mesmo entre os próprios pais.

Como resolver:

É preciso que os pais estejam em união. Se um deles toma uma decisão pelo bem do filho, o outro precisa mostrar apoio, ainda que apenas em frente ao filho. Se uma criança crescer com essa dualidade à mostra, poderá se tornar insegura ou rebelde.

Além disso, os pais precisam dividir a responsabilidade das crianças de uma maneira saudável, para que não sejam vistos como amigos e vilões. Quando ambos os pais são reconhecidos de maneira positiva pelos filhos, toda a família só tem a ganhar.

As mulheres são as únicas responsáveis pelos serviços de casa, o que as deixa exaustas

Muitas mulheres não possuem a ajuda dos parceiros nas tarefas domésticas, por isso acabam sobrecarregadas, exaustas e também impacientes. Elas passam mais tempo trabalhando enquanto seus parceiros passam mais tempo descansando.

Apesar de não ser legal, nem divertido, as tarefas de casa precisam ser feitas, e quando há uma divisão saudável, ambos se sentem mais reconhecidos e valorizados.

Como resolver:

Essa situação é simples de resolver. Os parceiros precisam se conscientizar de que as mulheres não são as únicas encarregadas de cuidar do lar, e que devem fazer a sua parte, se quiserem viver em um ambiente feliz e pacífico.



É preciso haver compreensão e proatividade, bem como reconhecimento do trabalho do outro. Ainda que não gere renda, o trabalho de casa é muito importante, e quando é bem dividido, resulta em uma família saudável, com mais tempo para dedicar ao outro.

A mulher se sente culpada e não tem tempo livre

Quando a mulher é muito sobrecarregada, não tem tempo para cuidar de si mesma ou fazer aquilo que gosta. Quando chega em casa, tem que cuidar dos filhos e fazer as tarefas domésticas, sem nunca ter tempo para descansar ou curtir a sua noite. O acúmulo dessas tarefas gera um estresse profundo, além de cansaço, que pode acabar resultando em algumas falhas.

Se a responsabilidade pelas crianças, marido e família é exclusiva da mulher, ela pode sofrer consequências emocionais muito sérias e negativas, quando as coisas dão errado, e a culpa pode se instalar em seu coração, o que torna tudo ainda mais difícil.

Como resolver:

Para que a mulher não chegue à exaustão de cansaço e culpa, o parceiro deve dividir a responsabilidade pela família com ela, afinal uma relação é composta por dois adultos, não apenas por uma mulher.

Quando existe essa parceria, as decisões ficam muito mais leves e quando as coisas não vão bem, a culpa não atinge com tanta intensidade as mulheres, já que sabem que têm alguém ao lado para apoiá-las.

O equilíbrio é tudo em um relacionamento e ambos merecem ser felizes! Portanto, é fundamental manter o companheirismo e fazer o seu melhor para criar menos estresse e mais alegrias para a sua família.

Você concorda com o estudo? Comente abaixo e marque seus amigos!

____________

Direitos autorais da imagem de capa: © Still Alice / Sony Pictures Classics






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.