Relacionamentos

Marido se dedica a cuidar de esposa em estado vegetativo e declara: “Sempre estarei ao lado dela”

Desde 2018 David Alexandre cuida de sua amada, que ficou em estado vegetativo aos 24 anos. Seu amor por ela supera qualquer adversidade. Veja essa incrível história!



Esse caso com certeza é daqueles que nos fazem refletir muito sobre como a vida é uma caixa de surpresas e como pessoas boas e sinceras são infinitamente importantes em nossa jornada. O amor, quando sentido de maneira real, supera as barreiras mais difíceis.

David Alexandre tem 27 anos e se dedica integralmente à esposa Bruna, de 26. De acordo com informações do UOL, o jovem casal se conhece desde criança, mas foi apenas aos 14 anos que um descobriu gostar do outro.

David conta que apenas aos 18 anos começaram a namorar oficialmente e se casaram aos 21. Decidiram assumir o relacionamento quando estivessem com estrutura emocional e financeira para isso.


Jovens, cheios de planos, sonhos e um futuro pela frente, queriam filhos em 2020. Mas, em um dia, com a família, depois do almoço, estavam assistindo a um filme quando Bruna começou a passar mal. Ela teve convulsão seguida de uma parada cardiorrespiratória. Foi fulminante, ela não se queixou de dor, apenas aconteceu, tudo muito rápido, relatou.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@brunaedavidamor.

Na unidade de pronto atendimento, os médicos demoraram cerca de 25 minutos para reanimá-la, ficando entre a vida e a morte. Foi transferida para outro hospital e teve mais uma parada. Por causa da falta de oxigenação, ficou com graves sequelas: não anda, não fala, necessitando de cuidados 24 horas por dia. O marido de Bruna contou que ela ficou internada por um ano e seis meses.

Segundo ele, o primeiro ano foi o mais difícil porque, por não conseguir lidar com a situação, entrou em depressão profunda, pois a vida tinha perdido o sentido. David relata que só enxergava as dificuldades, incertezas e sofrimento. Chorava muito e constantemente tinha crises de ansiedade.


Contou também que o apoio da família e amigos foi fundamental para sair da depressão. Fizeram um grupo de 200 voluntários, que se revezavam e levavam comida, ajudavam as enfermeiras a cuidar da esposa, dando apoio emocional e financeiro ao casal. Vendo todo o amor das pessoas por sua mulher, percebeu que não estava sozinho e precisava ficar bem para cuidar dela.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@brunaedavidamor.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@brunaedavidamor.

Entre altos e baixos, Bruna apresentou boa evolução e surpreendeu os médicos. Passou a respirar sozinha, movimentar alguns membros e demonstrar pequenas emoções. Em 2019, teve alta e foi para casa. Ele disse que montou um quarto hospitalar, com cama, aparelho de aspiração e oxigênio. Durante o dia, cuida da esposa e à noite trabalha como motorista de aplicativo.


A rotina de cuidados dela inclui ajudar no banho, trocar a fralda, dar comida, acompanhar as terapias, limpar a casa e dar todo apoio emocional para ela. David diz que passou por momentos complicados quando, logo no início da internação de Bruna, foi demitido do emprego por não render o esperado, já que precisava se ausentar.

Conseguiu emprego autônomo, trabalhando como motorista e, quando precisa se ausentar, sua mãe e a sogra ficam com ela. Ele criou um Instagram, onde demonstra todo o amor e carinho por sua esposa, dizendo em várias postagens que o amor é invencível.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@brunaedavidamor.

Relata que mesmo ela em estado vegetativo, conversa e segue orientações médicas, estimulando a memória dela, com detalhes, lembranças sobre os dois, o dia do casamento, tudo para que Bruna melhore aos poucos. David diz que nunca desistiria de sua amada, que isso seria uma covardia, e diariamente declara seu amor a ela, dizendo que sempre estará ao seu lado.


Mesmo que os dias possam ser desanimadores, ele conta que sua fé o ajuda muito e renova suas forças. Ele acredita que, com o tratamento, ela vai reverter esse quadro e se recuperar, e conseguirão retomar os sonhos, ter filhos, enfim construir uma família.

Paulo José, ícone do cinema, do teatro e da TV, morre aos 84 anos

Artigo Anterior

Influenciadora se recusa a usar filtro, exibe corpo real e rosto com pelos para derrubar os padrões

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.