Relacionamentos

Ninguém salva um casamento sozinho! Os dois precisam querer!

CapafacebookNinguem salva um casamento sozinho Os dois precisam querer

Tentar manter uma relação amando por duas pessoas é impossível.



Na saúde e na doença, até que a morte nos separe. Essa frase é muito comum e obrigatória em várias cerimônias de casamentos no mundo, oficializando o amor de duas pessoas dispostas a se comprometer afetivamente uma com a outra até o fim da vida.

O casamento, nos últimos 10 anos, virou apenas uma palavra e não um compromisso, vários casais juram amor eterno na cerimônia, porém 2, 4, 6 anos mais tarde, a história já não é a mesma. A imagem da vida perfeita começa a ser apagada pela rotina, pelos costumes desconhecidos do companheiro, e a chama que estava acesa começa a perder forças.

O principal problema nos relacionamentos é a pessoa que abdica das próprias vontades e aquela que não abdica de quase nada. A maneira certa de agir dentro de um compromisso é balancear essas duas atitudes, mantendo um equilíbrio do casal e conseguindo satisfazer ambas as vontades. Busque algo que sempre beneficie ambos, hoje você pode ter um dia para fazer algo de que goste, mas amanhã o outro também deve ter esse direito.


Achar que sempre existe só um vilão na história é um erro, busque sempre olhar para os dois lados da moeda e pontue as falhas para sempre poder melhorar e transformá-las em um ponto positivo, beneficiando a sua relação e conseguindo manter uma harmonia.

A comunicação é um dos principais motivos de brigas e mal-entendidos, ou seja, quando existe uma ótima comunicação entre os parceiros, a chance de conversa subentendida é menor. Muitas pessoas ainda esquecem que ouvir o próximo é uma dádiva, então mostre que você está sempre aberto para uma conversa amistosa e tranquila, busque evitar brigas ou fadigas para não desgastar a boa relação de vocês.

Fique atento a constantes brigas, um relacionamento tóxico não faz bem para ninguém, analise suas atitudes como um todo, verifique se há constantes brincadeiras de mau gosto, insinuações ou xingamentos ofensivos, deixe todas as suas inseguranças de lado e seja sincero com o próximo, afinal guardar sentimentos não vai beneficiar em nada a relação, na verdade, só vai motivar você a não continuar se desgastando por algo que só magoa.

Apimentar a relação ajuda a trazer uma animação extra para a rotina de vários casais e reviver aquela excitação que sumiu com o tempo. Essa frase já é um clichê, mas nunca tem erro, busque sempre inovar: um jantar-surpresa, um presente especial, um ato que demonstre seu amor e admiração, ou até mesmo uma noite com novas ideias e propostas diferentes. Surpresas sempre são bem-vindas, mas programar algo junto é uma ideia que pode ser divertida e alimentar a ansiedade para o encontro.


Outro erro clássico é esquecer que você demonstra amor de forma diferente do outro, portanto, busque entender a maneira como seu cônjuge vê o relacionamento de vocês, a forma dele de demonstrar carinho pode ser mais sucinta e discreta do que a sua, então cuidado, que sozinho a relação de vocês não vai se prolongar, ambos devem se dedicar e buscar exatamente o que está faltando no relacionamento.

Na fase mais crítica da pandemia da covid-19, vários casais se viram obrigados a conviver 24h isolados, dentro de casa, nesse meio-tempo, muitos conseguiram fortalecer a relação, renovando os votos e jurando amor eterno novamente, já outros se viram na posição de terminar o matrimônio por falta de conversa, entendimento e mudanças de personalidade. Esse fato só comprova que muitos casais começam a se relacionar e não se preocupam em conhecer a fundo os sentimentos, costumes e atitudes do parceiro, antes de dar um passo tão importante como esse. Reflita: eu realmente estou alinhado sentimentalmente com o meu parceiro ou minha parceira?

Sobrevivente de incêndio na boate Kiss se casa com enfermeira que cuidou dele

Artigo Anterior

Mãe de Viih Tube conta que vai retirar os pontos da cirurgia íntima e ser liberada para “namorar”: “Não perde a sensibilidade”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.