Quem é infiel não trai só a confiança de quem o ama, mas também a si mesmo

4min. de leitura

A infidelidade é o reflexo da falta de caráter de quem não sabe valorizar a confiança e o amor de quem faria tudo pela sua felicidade.  



Toda traição dói demais. Saber que você teve seu tempo e dedicação desperdiçados por alguém que não soube reconhecer seu valor é uma das piores provações que uma pessoa pode sofrer num relacionamento. Sempre esperamos que o nosso amor seja recíproco, pois é esse comprometimento mútuo em que se baseia uma relação.

Mas o fato é que nem sempre todo esse empenho é retribuído. A infidelidade é um mal capaz de destruir qualquer confiança de um casal. Existem pessoas que traem por simples capricho. Nunca foram destratadas por seus parceiros, desrespeitadas ou mal-amadas, e mesmo assim se entregaram à tentação. Agem por impulso ou pura frieza e falta de consideração com quem mais lhe deu amor e atenção.

Consequentemente, elas fazem com que um coração, antes repleto de afeto e consideração, seja tomado pela decepção e o desgosto. Quem é traído se sente o pior dos seres humanos, como se uma ferida tivesse sido aberta no peito.


A dor da traição fere mais do que qualquer agressão, ela provoca chagas incapazes de se curarem de uma hora para outra. Esquecer uma traição leva tempo, resulta em rios de lágrimas e muitas noites sem dormir.

Porém, mais cedo ou mais tarde, essa dor passa, já a deslealdade ficará marcada para sempre no caráter de quem trai.

Quem é infiel não trai apenas a confiança de quem o ama, mas a si mesmo. Uma pessoa traída não será mais infeliz do que quem a traiu, pois a infidelidade é um reflexo da falta de caráter do outro e não de quem teve o coração partido.

Ninguém deve se culpar por ter sido trocado por outra pessoa. Amar demais não é motivo de vergonha, mas trair essa confiança, sim. Se um dia você se deparar com uma traição nalgum de seus relacionamentos, chore o que tiver de chorar, mas jamais se culpe pela falta de respeito alheio.


Tenha consciência de que você fez a sua parte: amou, respeitou, cuidou. Mas se tudo isso não foi suficiente para o outro, o problema não estava em você.

Quando uma pessoa é infiel, ela está traindo os próprios princípios, a sua capacidade natural de se relacionar e construir algo valioso ao lado de outra pessoa.

Quem trai está abrindo mão do amor e da confiança em troca de um futuro de solidão.

 

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.