Um divórcio honesto e respeitoso é muito melhor do que uma união egoísta e sem amor

4min. de leitura

Um divórcio não é o fim do mundo, mas um relacionamento infeliz pode custar muitas coisas para você. Priorize-se e encontre sua felicidade aonde for.



Existem muitas razões que fazem casais permanecerem juntos mesmo depois que o amor e a cumplicidade acabaram: filhos, dinheiro, família, pressão da sociedade, entre muitos outras.

Essas pessoas sentem que, mesmo não querendo mais estar juntas, precisam continuar atendendo às expectativas criadas para o seu relacionamento, e se acostumam a vidas infelizes por medo do que possa lhes acontecer.

É claro que um casal tem responsabilidades e deveres, especialmente quando começa uma família, e deve pensar no bem-estar emocional de todos os envolvidos antes de começar um processo tradicionalmente tão dolorido como uma separação. Também precisam ter em mente que uma união mantida por obrigação e aparências, em que o egoísmo e a falta de amor imperam, não faz bem a ninguém.


É importante para as crianças crescerem com ambos os pais presentes, mas não em um ambiente onde não haja diálogo, momentos de interação da família e amor compartilhado. É melhor lidarem com a dificuldade da separação e das “duas casas” do que com a ausência emocional de alguém que vive sob o mesmo teto que elas.

Quando uma pessoa não está feliz em sua realidade, ela não consegue ser boa nem para si mesma nem para aqueles ao seu redor.

Se quisermos seguir com confiança e buscar a realização dos nossos sonhos, primeiro precisamos nos libertar de todas as coisas negativas que nos prendem à realidade atual.

É por isso que digo: um divórcio honesto e respeitoso é muito melhor do que uma união egoísta e sem amor. Nossa verdadeira felicidade deve vir antes de qualquer convenção da sociedade.


As pessoas à nossa volta são capazes de lidar com a notícia chocante da nossa separação e nossos filhos têm tudo para crescer emocionalmente saudáveis, se nos comprometermos a continuar fazendo a nossa parte. E a sociedade? Esta consegue lidar com mais um divórcio.

Precisamos nos desfazer de todas as muletas que nos fazem sustentar uma relação na qual perdemos a própria identidade e desejo de sermos felizes. Os relacionamentos não foram feitos para ser prisões, mas para permitir que duas pessoas livres possam unir os seus caminhos e compartilhar a vida de maneira recíproca e saudável.

Se o seu relacionamento não lhe proporciona mais isso, é hora de seguir em frente, sozinho ou com quem for. As outras pessoas ficarão bem; concentre-se em si mesmo.

Responsabilize-se por aquilo que for sua parte na relação e dê-se permissão para recomeçar. Um divórcio não é o fim do mundo, mas um relacionamento infeliz pode custar muitas coisas para você.

Respeite-se acima de tudo e busque a sua felicidade, esse é o princípio que atrairá coisas boas à sua vida.

 

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos. Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Amor: Wavebreak Media Ltd/123RF Imagens.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.