5min. de leitura

Quer encontrar o amor da sua vida? Descubra aqui o tesouro interior que precisa produzir para que se manifeste essa realidade!

Cada um de nós é uma obra em andamento.



Aprendemos e crescemos um pouco a cada dia e, devagar, conquistamos a maturidade e a sabedoria para vivermos melhor, repletos das coisas que nos fazem felizes.

Estamos todos buscando diferentes objetivos, mas uma coisa que todos têm em comum é a busca pelo amor. Quem não deseja ser amado por alguém? Compartilhar a vida ao lado de uma boa companhia e criar boas memórias? No entanto, para que possamos conquistar um bom amor, precisamos primeiro estar bem com nós mesmos, o que algumas vezes pode ser um desafio.

Uma das partes mais importantes de estar bem com nosso “eu” interior é saber identificar as coisas que precisamos aprender e desenvolver em nós mesmos, por isso preparamos este teste. Ele ajudará você a descobrir qual tesouro interior precisa produzir para estar bem consigo mesmo e encontrar o amor que tanto deseja.


Para isso, você precisa escolher uma das ostras mostradas na imagem acima. A sua escolhida lhe revelará informações importantes e essenciais para você atrair o grande amor da sua vida.

(Descrição da imagem: na imagem, são apresentadas três ostras com pérolas em seu interior. A primeira ostra é cor-de-rosa, a segunda é dourada e a terceira tem tom de bronze. Escolha uma delas e continue a leitura para descobrir a sua resposta.)

Preparado? Então vamos aos resultados!


Se você escolheu:

A ostra 1

Você é uma pessoa que acumula muita experiência na vida. Já passou pelas situações mais adversas e sempre foi capaz de superar todos os obstáculos e crescer um pouco a cada nova aventura. Você parece estar pronto para viver o amor, mas a vida quer lhe dizer que precisa produzir o tesouro da confiança.

Sim, você já conheceu pessoas ruins e que o decepcionaram de infinitas maneiras, mas há muito mais na vida do que apenas dor. Permita-se amar e ser amado, derrube o muro ao redor do seu coração e você poderá se surpreender com os resultados. Não se limite, você nasceu para viver plenamente.


A ostra 2

Você é a incorporação do altruísmo. Sempre preocupado mais com as outras pessoas do que consigo mesmo, sempre oferece mais do que recebe em troca. A empatia e a gentileza são algumas das melhores características que uma pessoa pode desenvolver, mas é preciso sabedoria.

O tesouro interior que precisa produzir para encontrar o amor são os limites. Se você se doar sozinho no relacionamento, jamais viverá uma conexão saudável. Faça a sua parte, mas permita que a outra pessoa também faça a dela. O amor é um esforço coletivo. Permita que o outro também aprenda a crescer e ser melhor para si mesmo e para você, apenas assim o amor poderá ser verdadeiro.


A ostra 3

Você é uma pessoa muito cabeça-dura, acredita que a sua opinião está sempre certa e dificilmente segue um conselho, porque acredita que conhece melhor a si mesmo do que os outros. Esse comportamento provavelmente é um mecanismo de defesa criado após traumas e dores, mas que precisa ser reavaliado.

O tesouro que você precisa produzir para encontrar o amor é a tolerância. Sem tolerância e paciência, é impossível se conectar verdadeiramente a alguém. As pessoas são diferentes e em algum momento discordarão de você, e você precisa saber lidar com isso, ou não poderá sustentar um amor, por melhor que ele seja. Você tem tudo para ser feliz com a pessoa certa, seu desafio maior é consigo mesmo. Supere-se e você experimentará o melhor lado da vida.

E aí, gostou do resultado que sua concha lhe trouxe? Comente abaixo sua opinião e compartilhe o teste com os amigos!

 

Texto escrito com exclusividade para o site O Amor. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos. Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Amor: 123RF Imagens.

Você sabia que O Amor está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.



Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.